Alcobaça conquistou tudo no Mondego

0
618
Gazeta das Caldas
Pedro Lopes e Guilherme Mota vencem destacados

As quatro camisolas correspondentes aos quatro prémios do II Grande Prémio do Mondego foram conquistadas por Pedro Lopes e Guilherme Mota, atletas do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola, que no passado domingo dominaram por completo esta prova de 78 km entre Penacova, Coimbra e regresso a Penacova.

A dureza do percurso acidentado, com muito sobe e desce, parecia propicia para os corredores do Alcobaça adeptos de provas duras. Pedro Lopes ficou com a camisola amarela de vencedor da classificação geral e a camisola rosa das metas volantes enquanto Guilherme Mota ficou com o 2º lugar da classificação geral sagrando-se vencedor da camisola azul de vencedor das metas de montanha e ficando ainda com a camisola branca de líder da juventude, destacando-se como o melhor júnior de 1º ano.
Gonçalo Aranha terminou a prova em 25º lugar, Bernardo Santos na 37ª posição, Rodrigo Pinheiro foi 47º, Carlos Rosa ficou na 54ª posição enquanto Bruno Mendes e Gonçalo Silva ficaram entre os desistentes. Na classificação por equipas o Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola ficou no 1º lugar entre as onze equipas presentes.
Pedro Lopes venceu o Prêmio do Mondego ganhando a Camisola Amarela e conquistou ainda a camisola Rosa das metas volantes. Guilherme Mota ficou com o 2 lugar e acumulou as camisolas Branca da Juventude e azul da montanha. A prova de 78 km ligou Penacova a Coimbra com regresso a Penacova.