Adega da Vermelha, Parras Wine e Sanguinhal com vinhos premiados

0
139

Os vinhos do Oeste estiveram em destaque no 7.º Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola, iniciativa promovida pela entidade bancária em parceria com a Associação dos Escanções de Portugal.
O Quinta das Cerejeiras Grande Reserva 2018 – Branco, da Companhia Agrícola do Sanguinhal (Bombarral) foi considerado pelo crítico Aníbal Coutinho, o melhor vinho branco produzido na região de Lisboa em 2020 e ainda obteve a Medalha de Ouro.
Já o Quinta do Gradil Chardonnay Vinho Regional Lisboa 2019, da Parras Wines (Cadaval), também recebeu a distinção Tambuladeira dos Escanções de Portugal de Ouro, tal como o Adega da Vermelha Grande Reserva DOC Óbidos 2017 da Adega Cooperativa da Vermelha (Cadaval).
Ainda nos brancos, o Troviscal Grande Reserva Vinho Regional Lisboa 2017 do Cerrado da Porta (Sobral de Monte Agraço) mereceu a distinção a Medalha de Ouro do júri.
Nos vinhos tintos, o Adega da Vermelha Grande Reserva DOC Óbidos 2013 da Adega Cooperativa da Vermelha (Cadaval) foi distinguido, entre mais seis referências de outras entidades do Oeste.
As provas cegas foram realizadas em Lisboa, no final de novembro, por um júri composto por escanções, enólogos, enófilos e jornalistas do setor.
Esta iniciativa do Crédito Agrícola pretende “apoiar o setor vitivinícola e o desenvolvimento das economias locais, especialmente as cooperativas e os produtores, promovendo e colocando à prova a qualidade dos vinhos nacionais”.