Sabino fez a ‘dobradinha’ com os prémios de Melhor Marcador e Jogador mais Regular

0
311

Fábio Sabino arrecadou todos os prémios da época ao juntar ao prémio Jogador do Ano, atribuído pelo Caldas no jantar dos 94 anos, aos de Melhor Marcador e Jogador Mais Regular, prémios atribuídos pela Gazeta das Caldas em parceria com o Quiosque Bernardino e a Papelaria Pitau, respectivamente. Uma época de excepção para o avançado de 24 anos que regressou a casa depois de uma época em Rio Maior com dificuldades, mas que o fez crescer enquanto jogador.

“Não é fácil ser o melhor marcador e o jogador mais regular, por isso é uma satisfação grande, ainda por cima no clube da minha terra e do meu coração, e ainda mais atingindo o principal objectivo do colectivo que era conseguirmo-nos manter na III Divisão”, começou por dizer Fábio Sabino à Gazeta das Caldas.

Um registo que fez desta a melhor época de sempre do avançado, “já tive boas épocas nas camadas jovens, mas como esta nunca, fui melhor marcador com bastantes golos, como já não acontecia na equipa do Caldas há alguns anos, melhor marcador de toda a III Divisão com os mesmos golos do melhor da série D, fui o mais regular também com alguma margem e as pessoas acarinharem-me, tanto no estádio como na rua, foi um ano importante para mim”.

Um ano pleno depois de uma aventura em Rio Maior, que desportivamente correu bem, mas que trouxe uma experiência complicada de largos meses de salários em atraso, greve aos treinos e abandono de todo o plantel antes do final da época. Tudo isto serviu para retirar ensinamentos que deram frutos neste regresso ao Caldas. “Falámos no início da época e eu disse que tinha crescido como jogador e acho que o demonstrei em campo, claro que sozinho ninguém consegue nada, mas todo o grupo de trabalho proporcionou-me um ano fantástico e sem dúvida que cresci bastante”.

Se ser o melhor marcador é algo que Sabino tem já por hábito – este foi o sexto troféu no total entre seniores (2) e escalões de formação (4) – vencer o de jogador mais regular vem completar a colecção. Juntando ainda a distinção pelo próprio clube, Sabino acredita que já tem lugar na história do clube.

 

Reportagem completa na edição impressa da Gazeta das Caldas