Rádio e televisão SMP lançada em São Martinho do Porto

0
282

A SMP já emitiu o seu primeiro programa-piloto, num teste a uma equipa sem experiência. A rádio aguarda a atribuição de frequência

Foi recentemente lançada a rádio e televisão SMP, um projeto que nasceu da carolice de Pedro Silva, mentor do projeto Remember Old Times, que é natural de Caneças (Odivelas) e que trabalhou na SIC. Há 25 anos veio viver para São Martinho do Porto e agora concretizou o sonho antigo de ter um canal de televisão e uma estação de rádio. Para tal, reuniu uma equipa jovem e sem experiência de televisão e rádio, mas com vontade de “dinamizar a mais bela vila de Portugal e o comércio local”.

Pedro Silva, à esquerda, veio viver para São Martinho do Porto há 25 anos e agora concretizou este sonho
O estúdio foi feito pelo próprio, com a ajuda de um grupo de amigos

Para isso, contam com um terceiro espaço (que não o estúdio de televisão e o de rádio) onde convidam comerciantes locais a apresentar a sua atividade e produtos, sem qualquer contrapartida financeira. A equipa inicial é composta por uma dúzia de pessoas que trabalham todas em regime de voluntariado.

O programa-piloto foi para o ar no dia 13 de fevereiro e contou com reportagem no exterior, entrevistas e atuações musicais

O programa-piloto foi para o ar no sábado, 13 de fevereiro, com vários convidados musicais e entrevistas ao Comandante dos Bombeiros, ao Daniel dos Tremoços (que vende na marginal) e ao candidato à presidência da República, Tino de Rans, que veio à “baía das marquesas” para inaugurar este projeto.
Nos planos está, também, a transmissão de jogos de clubes da região. Outra ideia passa pela recriação de programas míticos da televisão como os Jogos Sem Fronteiras e o 1,2,3, entre outros.
“Já temos um pré-convite para entrar na grelha da Nowo”, revelou Pedro Silva. Atualmente aguardam ainda a atribuição de uma frequência de rádio, pelo que a transmissão é feita pela Internet.
Para montar este espaço, com um estúdio de televisão e de rádio foi necessário investir na compra de equipamentos, como câmaras de filmar, microfones, computadores, monitores, luzes, mesas de mistura e cabos, muitos metros de cabos.
O projeto da rádio já era para ter sido lançado há cerca de um ano, mas, com a pandemia, o lançamento foi sendo adiado. “A ideia da televisão foi um espirro que eu dei”, brinca Pedro Silva, explicando que a montagem do estúdio foi feita pelo próprio com a ajuda de amigos.
A rádio e televisão SMP não contou com qualquer tipo de apoios. “É preciso dizer que também não os procurámos”, realça Pedro Silva, esclarecendo que o objetivo não é o lucro, mas sim a recuperação do investimento e o garante da sustentabilidade deste projeto.
“O nosso slogan é: São Martinho do Porto merece… e nós vamos fazer acontecer”, disse à Gazeta das Caldas. ■