Caldas investe 108 mil euros em 8000 metros de iluminações de Natal

0
1334
A montagem da árvore este ano - FOTOGRAFIA DE JOÃO CARLOS COSTA

As Caldas da Rainha vão ter oito quilómetros de luzes distribuídas por 47 ruas da cidade no período entre 14 de novembro e 6 de janeiro. Uma das particularidades é que, este ano, em vez de uma enorme árvore na Praça 25 de Abril, existe uma grande árvore, com 25 metros, nesse local e mais três espalhadas pela cidade: uma, de 16 metros na Praça 25 de Outubro e duas de 12 metros, uma no largo do Hospital Termal e outra no largo Frederico e Pinto Basto.

Outra curiosidade é que a árvore deste ano, mesmo quando não está ligada – durante o dia – está decorada. As iluminações de Natal vão ser ligadas no dia 14, mas a organização não revela as horas a que tal acontecerá. Esta é uma medida que pretende evitar que exista uma concentração de pessoas junto à árvore, como aconteceu em anos anteriores, em que existia uma inauguração formal. Após o primeiro dia, as luzes passam a ser ligadas às 17h30 e ficam acesas até às 23h00.

Há ruas que não tinham sido iluminadas no último ano, porque estavam a ser alvo de obras de regeneração urbana e também há exemplos do oposto, com ruas que este ano não receberão iluminação pelo mesmo motivo.

Trata-se de um investimento a rondar os 108 mil euros, aos quais acresce o programa de animação (avaliado em 33 mil euros) e duas iniciativas para dinamizar o comércio, nomeadamente, a entrega de vouchers (cinco mil euros) e a impressão de sacos relativo ao projeto para serem distribuídos nos estabelecimentos comerciais (três mil euros). No total o investimento no projeto “Caldas, Rainha do Natal” é de cerca de 150 mil euros.

Em vez de animação na rua, este ano está pensada a realização e gravação de espectáculos para serem depois transmitidos online. Está também prevista a criação de um projeto de realidade aumentada, que permite aos utilizadores uma experiência de interacção com a própria cidade.

O projeto Caldas Rainha do Natal foi apresentado na sexta-feira, 6 de novembro, na sede da Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste (ACCCRO), que é parceira da Câmara neste projeto. A autarquia financia cerca de 80% dos custos, assim como as duas iniciativas de dinamização do comércio.

Em ano de pandemia de covid-19, “o que se pretende é incentivar as pessoas a apreciar as iluminações em família e a fazerem as suas compras no comércio local, cumprindo todas as normas e evitando grandes concentrações”, afirmou o presidente da ACCCRO, Luís Gomes, sugerindo que se comecem já a fazer as compras.

Este ano mantém-se o concurso de árvores de Natal, que já conta com 25 entidades inscritas, assim como 35 escolas.