Sarau de Gala dos Bombeiros lotou o Pavilhão da Mata

0
1286
Gazeta das Caldas

Há vários anos que se sentia necessidade de mudar o Sarau de Gala do Clube de Ginástica dos Bombeiros do salão nobre da Associação Humanitária para um espaço maior. Esse passo foi dado este ano, o palco foi o Pavilhão da Mata, aquele que na cidade tem mais capacidade para acolher público, e o resultado não podia ter sido melhor, com as bancadas cheias com mais de mil pessoas para ver actuar os 275 ginastas da associação.
Foi um espectáculo com cerca de três horas e meia que garantiu um final de tarde bastante entretido, com esquemas bastante variados, construídos e trabalhados ao longo do ano pelas diversas classes de ginástica e também de ballet.
Outra mudança em relação aos anos anteriores foi que se juntaram neste sarau todas as classes de ginástica, uma vez que nos últimos anos se repartia em dois actos, um para as classes até aos 5 anos e outro para os restantes.
Foram os mais novos que começaram, com os seus esquemas coloridos e animados com músicas infantis, e pela alegria contagiante dos mais pequenos enquanto mostravam as suas habilidades.
Depois o espectáculo foi evoluindo, com os esquemas de solo a alternar com os saltos no trampolim e no duplo-mini. Num dos esquemas, na classe 6+, também os pais foram convidados a actuar com os seus petizes. E houve dois momentos de ballet, protagonizados pelas três classes, incluindo a de ballet fitness.
Ao todo foram 29 momentos diferentes protagonizados pelas 13 classes, o que foi representativo do esforço e dedicação de todos os envolvidos para montar este espectáculo.
“Foi uma grande festa, a maior destes últimos anos, como testemunharam os atletas que estão connosco há mais de 10 anos, e realmente sentimos que, com esta casa cheia e todo o apoio que o público demonstrou, os nossos atletas conseguiram brilhar e proporcionaram uma bela tarde de domingo a estas pessoas”, comentou no final João Franco, responsável pelo Clube de Ginástica dos Bombeiros, à Gazeta das Caldas.
João Franco diz que a fórmula deste ano resultou e será para manter nos próximos, agradecendo o apoio do município para esta mudança de palco. Agradecimentos que estende a todo o corpo de bombeiros, ao comando, à direcção e aos colaboradores da AHBVCR, e a todos os professores pelo seu “trabalho impecável no apoio da ginástica e do ballet”. Agradece ainda às empresas que se aliaram ao evento e “a todos os que trabalharam anonimamente para que esta festa fosse possível”.

Este clube já envolve muita gente a praticar desporto. “Estas cerca de 1.500 pessoas puderam testemunhar isso e fica a imagem que a AHBVR consegue diversificar a sua oferta e presta um grande serviço público também no domínio do desporto, educação e saúde”, realça João Franco.
O que este espectáculo também demonstra é que há actividade física para lá da competição, o que se torna importante. “Os nossos atletas praticam apenas duas vezes por semana e, com esforço e dedicação, deram tudo o que de melhor têm para dar”, observou.
No início do espectáculo, o Clube de Ginástica entregou lembranças aos bombeiros, nas pessoas do comandante e do presidente da associação, e homenageou com medalhas de mérito os atletas que estão na casa há mais de uma década. “Começaram como muito pequeninos e hoje, como homens e mulheres feitas nos continuam a acompanhar-nos, estes atletas honram-nos e são o nosso orgulho”, disse João Franco.
Este sábado à noite realiza-se o espectáculo de ballet, no salão Comandante Henrique Sales.

[gallery ids="117589,117588,117586,117587,117583,117584"]