Embala na Hora investe para concentrar operação na zona industrial de Óbidos

0
6166
Bruno Santos, administrador da empresa, junto das instalações que estão em construção na zona industrial de Óbidos

Novas instalações com mais de 7 mil metros quadrados de área vão concentrar a operação da empresa no Oeste e aproximam do mercado do interior do país.

A Embala na Hora, SA, empresa que tem sede no Vimeiro, concelho de Alcobaça, e tem instalações no Bombarral, está a investir numa nova unidade na zona industrial de Óbidos, localizada na freguesia das Gaeiras, onde vai concentrar a operação de fabrico e comercialização de embalagens para o setor hortofrutícola no Oeste.
“Queremos melhorar a resposta e a nossa capacidade de resposta aos clientes em toda esta faixa do Oeste, do Bombarral para norte”, explica à Gazeta das Caldas o administrador da empresa, Bruno Santos.
As novas instalações, que têm uma área total que ultrapassa os 7 mil metros quadrados, vão concentrar a operação da empresa, atualmente descentralizada no Vimeiro e no Bombarral. “Ao concentrar a nossa capacidade logística, vamos ficar mais eficientes”, acrescenta Bruno Santos.
O empresário refere que este é um investimento que vem sendo preparado há algum tempo e uma das dificuldades foi encontrar um terreno que reunisse as necessidades em termos de espaço.
A nova localização além de colocar a empresa numa posição central em relação à sua principal área de influência. Tem como vantagem a proximidade com o nó da A15, “o que nos permite aceder às zonas mais interiores do país com muita facilidade, como por exemplo o Ribatejo”, realça Bruno Santos.
A empresa estima concluir os trabalhos e iniciar a produção nas novas instalações até ao verão, de modo a servir a próxima campanha de fruta a partir de Óbidos. Nas instalações vão trabalhar cerca de 40 funcionários, a maior parte deles já no quadro da empresa, mas serão criados novos postos de trabalho.
Criada em 1990, a Embala na Hora, SA, que também tem presença em Lamego, pertence a um grupo empresarial do qual faz parte a Fepal, Lda, que tem sede em Ponte de Rol, no concelho de Torres Vedras e instalações no Algarve.
A principal atividade é o fabrico de embalagens para o mercado das frutas e legumes. “Estamos muito concentrados na zona Oeste, que é das zonas principais do país, crescemos e desenvolvemo-nos com o setor”, refere Bruno Santos.
O setor das embalagens para os hortofrutícolas tem vindo a sofrer uma transformação nos últimos anos, potenciada também pelo aumento das exportações. “As embalagens hoje em dia são muito personalizadas, a mesma fruta pode ser embalada numa caixa maior ou mais pequena, com camadas, com mini embalagens no interior, dependendo do que pretendem os clientes”, explica Bruno Santos.
Isso implica ter uma gama muito grande de produtos, mas acima de tudo com “garantindo aos clientes que em poucas horas estamos a entregar o que eles necessitam, para que não seja necessário parar a linha de produção”, concluiu. ■