Lançado concurso para empreitada entre Caldas e Torres Vedras

0
75

Foi publicado na passada segunda-feira, 12 de outubro, em Diário da República, o concurso público para a empreitada de Modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha.
Com um valor base de 40 milhões de euros, este investimento publico deverá ter um financiamento comunitário de 38,74%.
A obra consiste na eletrificação integral do troço e modernização da via férrea, numa extensão de 44 quilómetros.
A intervenção inclui ainda a renovação e construção de novo traçado de via, a reabilitação dos edifícios e condições de acessibilidade em estações e apeadeiros e a construção de uma nova linha no apeadeiro de São Mamede, passando este a estação ferroviária.
O concurso prevê um reforço da segurança, instalação de sinalização eletrónica e ainda a construção de quatro passagens desniveladas ao caminho-de-ferro situadas nos concelhos de Torres Vedras e Óbidos.
De acordo com a Infraestruturas de Portugal esta intervenção possibilitará a redução do tempo de percurso entre Caldas da Rainha e Lisboa em cerca de 30 minutos. Segundo a mesma fonte, a modernização da Linha do Oeste permitirá igualmente aumentar a oferta das atuais 16 circulações para 48 (dois sentidos), no troço a Sul das Caldas da Rainha – Torres Vedras.
O projeto de modernização da Linha do Oeste está dividido em duas grandes empreitadas. A primeira, que corresponde à eletrificação e modernização do troço entre Mira Sintra-Meleças e Torres Vedras, já foi adjudicada por 61,5 milhões de euros. O contrato dessa chamada primeira fase obteve recentemente o Visto Prévio favorável do Tribunal de Contas. A empreitada deverá ser consignada, e iniciada, no mês de novembro. ■