Festival Ofélia traz teatro à ESAD e ao centro da cidade

0
100
Certame é organizado pelos próprios estudantes

Dez espetáculos e três workshops vão acontecer até ao dia 29 de maio num festival teatral, feito por alunos da ESAD

O Festival Ofélia de Teatro e Artes Performativas da ESAD.CR arrancou ontem e prolonga-se até 29 de maio. Esta será a 10.5 edição do evento, dado que a 10ª não foi possível realizar por causa do confinamento.
O tema deste ano é “Fragmentos”. Segundo Marta Guimarães, uma das alunas que pertence à organização, esta edição vai contar com 10 espetáculos e workshops, estes últimos destinados à comunidade escolar. Os espetáculos e performances vão ter lugar em vários espaços da cidade como no Parque D. Carlos, Céu de Vidro, Museu Leopoldo de Almeida, Museu de Cerâmica e o Museu do Hospital Termal.
Para além dos espetáculos teatrais e performances, este festival conta com a participação de alunos das escolas convidadas e que são a Universidade do Minho, a Universidade de Évora e a Escola Superior de Teatro e Cinema.
“Vamos também poder contar com exposições de alunos dos outros cursos da ESAD.CR”, disse a organizadora, acrescentando que nesta edição poderão igualmente ser apreciados trabalhos de desenho, fotografia e pintura. Também vai decorrer a mesa-redonda “Cenografia Online”, que será moderada pelo cenógrafo Henrique Ralheta e contará com João Brites, Fernando Ribeiro e Júnior Rodrigues.
Decorrerão, ainda, os workshops “Ilumina-te”, de som e luz e que será coordenado por Daniel Coimbra. “Improvisação no movimento” será dado pelo coreógrafo Miguel Moreira. Através do Zoom, decorrerá “Interpretando a Canção”, com a cantora e atriz de dobragem Kika Tristão e a atriz Karlla Guimarães, numa parceria com a Escola de Artes “Faz Assim”, que é brasileira e especializada em teatro musical. A programação de Ofélia está nas redes sociais desta iniciativa feita por estudantes.