Música Clássica continua a ser apresentada nos bairros caldenses

0
76
Um dos concertos que já se realizou numa das zonas residenciais caldenses

“Clássico nos bairros” é como se designa o novo festival que está a decorrer nas Caldas até ao dia 28 de Julho e que tem como objectivo levar música erudita à porta dos caldenses.

Trata-se de uma iniciativa do Centro da Juventude, com direcção artística de Adelino Mota, e que leva grupos de música clássica a actuar em zonas residenciais da cidade.

Os três primeiros concertos já tiveram lugar no passado domingo no Bairro Azul, na terça-feira na Quinta da Cutileira e na quinta-feira, no Bairro dos Arneiros.

As actuações vão prosseguir mas a organização não vai divulgar as restantes localizações pois pretende manter o efeito surpresa, dado que os concertos acontecem  à hora de jantar e como tal têm lugar “à porta de várias pessoas”, explicou Adelino Mota. A reacção dos caldenses “é muito positiva” pois a maioria nunca pensou que “poderia ter música erudita a ser interpretada na sua zona residencial”, explicou o maestro.

A ideia destas actuações acústicas é que possam ser apreciadas a partir das muitas janelas das diferentes áreas residenciais caldenses.

Segundo Rogério Rebelo, director do Centro da Juventude, serão ao todo oito concertos que fazem parte desta edição de estreia orçada em cerca de 10 mil euros. “Não se pretende que o público se junte para assistir às actuações”, explicou o responsável.

Os grupos, que integram vários professores do Conservatório de Música das Caldas, vão interpretar temas de Mozart, Shubert, Strauss, Haydan, Bach e de Beethoven.

As actuações vão ser gravadas e colocadas on-line, nas plataformas do Centro da Juventude e da Câmara, logo no dia seguinte. Já podem ser visionadas as três primeiras actuações.

Segundo Adelino Mota e Rogério Rebelo este projecto  “visa a ajudar os músicos desta área que de repente ficaram sem trabalho”.