A-dos-Francos continua sem vencer na Liga

0
21
As caldenses tiveram dificuldade em desmontar a boa organização canarinha | Isaque Vicente

A equipa caldense está agora no último posto, mas mostrou no jogo com o Estoril que tem qualidade para discutir a manutenção na elite nacional

A equipa de futebol feminino do GDC A-dos-Francos perdeu na manhã de domingo na receção ao Estoril-Praia, em jogo a contar para a 7ª jornada da Liga BPI. As canarinhas venceram por 1-3, com golos de Mariana Coelho, Beatriz Correia e Tânia Rodrigues.
Depois de um início de encontro repartido no sintético municipal da Quinta da Boneca, com remates em ambas as balizas e com as guarda-redes a mostrarem-se em bom plano, o primeiro golo surgiu aos 26’, quando, num lance na área caldense, Rafaela Pereira cometeu uma grande penalidade evidente. Chamada à conversão, Mariana Coelho não tremeu e, num remate exemplarmente colocado junto ao poste direito da guardiã, Mariya, inaugurou o marcador para as visitantes.
As caldenses tentaram reagir ao golo sofrido, mas viram um livre da capitã Catarina Lopes ser defendido, antes do lance que iria dar origem 0-2, aos 38’, com Beatriz Correia a concluir uma recarga sem oposição.
As forasteiras foram para o descanso com essa vantagem de dois golos, mas no regresso das cabines, a equipa da casa entrou bem, com vontade de discutir o jogo e o resultado. Logo de seguida, uma insistência de Cláudia Tecedeiro na direita, com cruzamento para o meio onde apareceu Camila a desferir o remate, foi a primeira reação, mas sem sucesso, pois a bola saiu por cima da baliza.
O A-dos-Francos pressionava na frente, mas acabou por destapar atrás, deixando muito espaço nas costas da defesa para o ataque canarinho explorar no contra-golpe. E foi assim que, aos 53’, apareceu o terceiro para as forasteiras, com Tânia Rodrigues a desmarcar-se na direita e a ficar cara-a-cara com a guarda-redes caldense, atirando a contar. Dez minutos volvidos, a resposta das pupilas de Isabel Osório: cruzamento da esquerda e Patrycia Ferreira, de cabeça e como mandam as leis – de cima para baixo -, reduziu e deu esperança ao A-dos-Francos.
Na meia-hora final a equipa da casa carregou perto da área das visitantes na busca do golo que abriria novamente a discussão do resultado e até conseguiu criar algumas ocasiões de perigo, mas não conseguiu voltar a concretizar perante a boa organização defensiva das forasteiras.
Ao cabo de seis jogos na Liga BPI, as caldenses são, agora, a única equipa que ainda não somou qualquer ponto, dado que Ouriense e F. Benfica venceram este fim de semana.
A equipa do concelho das Caldas carrega a “lanterna-vermelha” e vai ter de lutar na fase dos últimos para assegurar a manutenção, mas mostrou nesta partida que tem qualidade para se manter na elite do futebol feminino.