SCEB comemora 110 anos com gala e casa cheia

0
119

Coletividade do Bombarral regressa ao convívio com os associados, contando presentemente com meio milhar de desportistas em dez modalidades

O Sport Clube Escolar Bombarralense voltou a celebrar a passagem do aniversário na sua sede, na noite do passado dia 4, com a presença de muitos associados e convidados, depois de um interregno devido à Covid-19. Ainda não foi desta que regressou o tradicional jantar de confraternização, mas a direção apostou na realização de uma gala, em que aproveitou para entregar os emblemas de prata (25 anos) e de ouro (50 anos) aos associados respeitantes aos dois últimos anos. A cerimónia integrou ainda a entrega de prémios a diversos atletas (mérito desportivo e atletas do ano) e de carreira aos futebolistas Ricardinho, Pedro Fonseca e Edgar.
Marcaram presença nesta sessão diversos responsáveis federativos, de âmbito distrital e do nível nacional, de várias modalidades, nomeadamente do futebol, ginástica, ténis-de-mesa e patinagem, em que o SCEB tem vindo a apostar ao longo das últimas décadas.
A ocasião foi aproveitada para alguns responsáveis do clube deixarem o apelo ao presidente da Câmara Municipal do Bombarral, Ricardo Fernandes, para aumentar os apoios ao clube. Ricardo Venâncio, presidente da Assembleia Geral, alertou para o fato do município figurar, entre os congéneres do Oeste e do distrito de Leiria, dos que menos investe no desporto e na cultura. Já o presidente da direção, Jorge Filipe Silva, assinalou, no dia em que se cumpria os 50 anos da subida da equipa sénior de futebol à Divisão de Honra da AFL, “de que voltámos com garra depois de dois anos dificílimos”, com dez modalidades e cerca de 500 atletas, “pelo que precisamos do vosso apoio”.
Aos apelos, o edil respondeu que a autarquia está a procurar responder às necessidades desportivas, tendo destacando as obras de beneficiação no pavilhão gimnodesportivo que vão poder beneficiar o clube que é a “principal referência do concelho no capítulo desportivo”.
Destaque ainda para a homenagem pública a duas figuras pela dedicação ao clube: Paulo Ferreira e Luís de Matos. O primeiro destacou-se como ciclista na equipa sénior, entre 1980 e 1982, onde foi campeão nacional e ganhou o Grande Prémio Jornal de Notícias, entre as inúmeras vitórias. O segundo pelo trabalho que tem vindo a realizar, enquanto associado, no âmbito da história do clube, onde chegou a jogar futebol com a camisola verde e amarela.
No final, como manda a tradição, apagaram-se as velas e foi oferecido o bolo de aniversário aos cerca de 300 participantes nesta gala, abrilhantada com momentos musicais pela banda local Cottas Club Jazz Band. ■