Continente reforça compra de Pera Rocha do Oeste e Maçã de Alcobaça

0
190
Maçã Golden é produzida em vários concelhos do Oeste

Marca do grupo Sonae adquiriu 14 toneladas de fruta da época aos produtores nacionais

O Continente anunciou, na semana passada, ter procedido ao reforço da compra de fruta da época aos produtores nacionais, nomeadamente das variedades de Pera Rocha do Oeste, Uva Red Globe, Maçã Golden e Maçã Gala de Alcobaça, em mais de 14 toneladas.
A marca de distribuição do grupo Sonae comprou um total de 690 mil kgs de uvas red globe aos produtores nacionais do Ribatejo, o que significa um aumento de 55% face ao mesmo período do ano passado, além de ter adquirido 5,9 milhões de toneladas de Pera Rocha à DOP do Oeste e 5,6 toneladas de Maçã Gala de Alcobaça, que estarão à venda de setembro a abril.
Proveniente da IGP Beira Alta, DOP Maçã de Alcobaça, Alentejo e Trás-Os-Montes, a Maçã Golden é vendida de setembro a maio e o Continente comprou 2,7 toneladas. A Maçã de Alcobaça é produzida em vários concelhos do Oeste, sendo a marca desenvolvida pela Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça. A CODIMACO – Certificação e Qualidade, Lda é a entidade responsável pelo controlo e certificação da qualidade e das características daquele fruto.
A área de produção da Pera Rocha do Oeste DOP é de cerca de 10 mil hectares, ocupando parte do distrito de Leiria, todo o Oeste e vários concelhos dos distritos de Lisboa e Santarém. A DOP é gerida pela Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha.
O Continente tem investido na compra de frescos ao Clube de Produtores Continente, nomeadamente de Uva Red Globe, Pera Rocha do Oeste, Maçã Golden e Maçã Gala de Alcobaça, que estão no ponto ótimo de consumo nesta altura do ano.
“As nossas frutas e legumes chegam ao Sabor da Natureza” é o conceito da campanha dedicada aos produtos frescos do Continente e que está no ar ao longo do ano.
Em 2020, através do Clube de Produtores Continente, a Sonae MC comprou à produção nacional 206 mil toneladas de produtos, num valor total de 365 milhões de euros, o que representa um crescimento de 28% em relação às toneladas compradas em 2019. ■

Nova campanha da cadeia de distribuição valoriza produtos locais