Frutóbidos lança Bitter King, o primeiro bitter português

0
160

Empresa com sede na Amoreira desenvolveu um novo produto à base da ginja, sem açúcares adicionados, que é único no país. Edição limitada tem garrafas numeradas e certificação vegan

A Frutóbidos, empresa sedeada na Amoreira, no concelho de Óbidos, que produz o licor de ginja Vila das Rainhas, apresentou um novo produto, o Bitter King, que anuncia como o primeiro bitter português e também o primeiro produzido a partir de ginja.
O bitter é uma bebida espirituosa que se caracteriza por um sabor amargo, ou agridoce, aromatizada por botânicos como raízes, flores, folhas, ervas ou frutos, como é o caso desta bebida em particular, produzida pela Frutóbidos.
A empresa caracteriza este produto pela “simplicidade no número de ingredientes e como resultado dum processo artesanal e natural”, que apresenta “cor carmim intensa e brilhante”.
Produzido em edição limitada e com garrafas numeradas, o Bitter King by Vila das Rainhas 2020 tem um aroma, “repleto de expressividade”, e sabor “irreverente”, marcados pelas notas de fruta ginja madura, refere a Frutóbidos.
A apresentação oficial da bebida decorreu na galeria Embaixada, em Lisboa, no passado dia 6 de maio.
Marina Brás, responsável pela Frutóbidos, disse que este era um projeto em mente “há muitos anos” e que envolveu muito estudo. “Andava à espera do momento certo”, que chegou agora, uma altura “em que é preciso reinventar, foi isso que quisemos fazer”, realçou a empresária.
Na produção deste bitter único em Portugal, a empresa respeitou “tendências alimentares que estão em voga”, realça a empresa. “O único açúcar que tem é o da fruta, não tem açúcares adicionados, e é também uma bebida muito pouco manipulada”, sublinha Marina Brás. Os ingredientes e processos utilizados permitiram adicionar outro argumento importante ao Bitter King, a certificação vegan.
Esta bebida pode ser consumida como aperitivo puro, com duas pedras de gelo e um zest de laranja ou ainda como digestivo sendo servido em copo balão aquecido.
Além disso, realça a empresa, tem uma versatilidade que permite inspirar um conjunto de cocktails. De resto, durante a apresentação, cinco barmen convidados puderam demonstrar esta mesma versatilidade.
Na Frutóbidos, a ginja é o produto central. “É um fruto pequenino, mas potencial enorme, que permite uma diversidade de usos muito grande”, sublinhou Marina Brás, acrescentando que a empresa tem outros produtos “na manga”. ■