Obidense cria loja online de roupa desportiva feminina

0
188

Buga Fit nasce online numa primeira fase e vem responder à falta de oferta neste mercado específico. Peças são de produção nacional e usam coloração a partir de produtos naturais

 

A obidense Inês Faria, instrutora de fitness e de natação de profissão, abriu, esta semana, um novo negócio de venda de roupa feminina direcionada para a prática desportiva, a Buga Fit. Enquanto instrutora, este é o tipo de roupa que Inês Faria mais usa no dia a dia, mas deparou-se, justamente, com a dificuldade de ter um leque alargado de oferta de modo a sentir-se confortável com a roupa que usa.
O mercado da roupa de fitness é ainda um nicho cuja procura tem crescido nos últimos anos com o aumento da prática desportiva, mas cuja oferta não tem acompanhado e é essa a resposta que Inês Faria quer dar com a Buga Fit.
“A minha família sempre foi ligada ao comércio, a minha mãe teve um supermercado e tem atualmente uma loja de roupa – A Lojinha, na Usseira –, e comecei a encomendar roupa desportiva a um fornecedor”, conta Inês Faria. A falta de variedade que existe no mercado levantou curiosidade para as peças que a instrutora de fitness usa nas aulas. “Fui vendendo algumas peças e, como também estamos numa fase em que as pessoas têm que se reinventar, ganhei vontade de abrir a loja”, conta Inês Faria.
Nesta fase inicial, trata-se de um negócio online a funcionar na plataforma Instagram (buga.fit), onde podem ser feitas as encomendas. “É nesta rede social que estão os jovens e por isso é onde faz sentido estar nesta fase”, realça a empreendedora, adiantando que no horizonte está também a criação de um site próprio.
As entregas podem ser ao domicílio nos concelhos das Caldas da Rainha e Óbidos, e pelo correio para o resto do país. Inês Faria diz que, apesar de ter iniciado oficialmente o negócio no início da semana, já tem procura fora dos concelhos da região.
Além da diversidade, a roupa da Buga Fit tem outras características interessantes, segundo Inês Faria. São de fabrico 100% nacional e “a coloração é feita apenas a partir de produtos naturais”, refere. Além disso, “são roupas muito versáteis e confortáveis, pelo que além da atividade física podem ser utilizadas no dia a dia”, assegura Inês Faria, acrescentando que os preços se encontram abaixo dos praticados pelas grandes lojas desportivas.
Nesta fase a loja vai vender apenas roupa desportiva feminina, mas não está excluída a hipótese de lançamento de edições limitadas de roupa masculina de meias e de calçado. “No fitness surgem modas engraçadas e podemos responder a procuras específicas”, aponta.
Da procura que venha a ter online, Inês Faria também pondera a abertura de uma loja física, que poderá ser localizada em Óbidos ou nas Caldas da Rainha. ■

Instrutora de fitness

pretende responder à atual

falta de diversidade

neste nicho de mercado