Jerónimo diz que CDU é a “grande força de esquerda no poder local”

0
212

A CDU encara batalha eleitoral com “confiança” a cumpre o objetivo de concorrer a todos os concelhos do distrito, com o alargamento das listas

A Festa de Verão da CDU, que se realiza anualmente na margem norte da Lagoa contou, este ano, com a presença dos 16 candidatos às câmaras do distrito de Leiria. O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, mostrou-se confiante nas próximas autárquicas e destacou o facto de a CDU ter listas alargadas a todo o território, mas também com a indicação de muitos cabeças de lista independentes, uma grande renovação e com mais mulheres e jovens.
“São candidatos conhecedores da realidade, dos problemas e dos desafios que se colocam ao desenvolvimento de cada um dos seus concelhos e da sua região”, disse o dirigente comunista, lembrando que o projeto “alternativo” da CDU é a resposta para muitos dos problemas concelhios.
Perante uma plateia de cerca de 250 pessoas, Jerónimo de Sousa deixou a garantia de que as populações podem contar com a CDU no reforço do SNS, nomeadamente pela construção de um novo hospital no sul do distrito e pela exigência de investimento na rede de cuidados primários. Também na defesa do meio ambiente e do património natural, como é o caso da Lagoa de Óbidos, das arribas de São Martinho do Porto, bem como do património cultural material e imaterial do distrito.

“O projeto alternativo da CDU é a resposta a muitos problemas concelhios”

Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do PCP lembrou a luta pela requalificação e modernização da Linha do Oeste, a defesa da pesca e dos pescadores do distrito e do Hospital Termal e dos pavilhões, nas Caldas. Considera que as populações “conhecem bem” a obra feita pela CDU, dando o exemplo de Peniche e do desenvolvimento que registou durante os 12 anos de poder comunista. Um contributo interrompido há quatro anos, mas que a CDU está empenhada em recuperar, com a candidatura de Clara Abrantes.
A coligação está também empenhada em confirmar as atuais maiorias nas freguesias, nomeadamente nas Juntas de Freguesia da Serra d’El Rei e Marinha Grande, mas também reforçando as equipas. “Um trabalho meritório mesmo quando em minoria”, como é o caso das Caldas e Alcobaça, enquanto voz “indispensável” na defesa dos interesses das populações e para “garantir uma gestão transparente e eficaz”, sintetizou. Razões que levam Jerónimo de Sousa a considerar a CDU como a “grande força de esquerda no poder local”, afirmando que este “tem ainda por cumprir no seu edifício constitucional a criação das Regiões Administrativas, sucessivamente adiada pela mão de PS, PSD e CDS”. Criticou a agregação das freguesias e a descentralização, que “visa desresponsabilizar o Estado em domínios e competências que lhe são cometidas” e criar “situações de desigualdade de acesso em funções universais como as da saúde, educação ou proteção social”.
A festa, que se realiza há varios anos, teve música, com Nelson Rodrigues, um almoço convívio e também a venda de produtos locais e uma quermesse. ■