Dois médicos garantem reabertura de extensões de saúde nas Caldas

0
113
A falta de médico e encerramento da unidade de saúde já levou a protestos por parte da população dos Rostos

Contratados dois profissionais de saúde para A-dos-Francos e Santa Catarina

As extensões de saúde de Santa Catarina, A-dos-Francos e Rostos, encontram-se sem médico. No entanto, o panorama vai mudar, já a partir do próximo sábado, com a deslocação de um médico para a unidade de saúde de A-dos-Francos. A partir de 24 de janeiro, um outro médico começará a dar consultas durante os dias de semana em Santa Catarina, mas também fará algumas horas nas restantes unidades que carecem de resposta ao nível dos cuidados primários de saúde.
Esta foi a solução encontrada pelo município em articulação com o ACeS Oeste Norte e funcionará no âmbito do protocolo estabelecido com a Santa Casa da Misericórdia das Caldas.
“Não preenche os horários todos, mas vamos ter dois médicos a trabalhar aos sábados e um deles também dará consultas durante a semana”, explicou o presidente da Câmara das Caldas, Vítor Marques, à Gazeta das Caldas.
A extensão de saúde de Rostos está fechada desde inícios de novembro, depois de cinco meses sem médico. A população, inclusive, manifestou-se pedindo respostas ao nível dos cuidados de saúde primários e a solução encontrada, na altura, seria deslocarem-se à freguesia vizinha de A-dos-Francos e a possibilidade do médico que ali prestava serviço deslocar-se algumas horas também aos Rostos. No entanto, desde o início do ano que também A-dos-Francos ficou sem médico de família, tal como aconteceu na extensão de saúde de Santa Catarina, que se encontra encerrada porque também não tem administrativo. Essa situação será assegurada, nos próximos tempos, por um colaborador da Junta de Freguesia.
Vítor Marques reconhece que continua a ser difícil dar resposta em termos da prestação de cuidados de saúde primários, sobretudo porque há profissionais que se aposentam e não conseguem arranjar substitutos para o seu lugar. ■