Feliciano Barreiras Duarte ilibado

0
63

Feliciano Barreiras Duarte foi ilibado no processo sobre a suposta falsificação de dados curriculares. Em causa estava a informação de que tinha sido investigador convidado na universidade de Berkeley, na Califórnia, como visiting scholar.
A polémica estalou em março de 2018, um mês após Rui Rio ter sido eleito presidente do PSD e ter escolhido o bombarralense para secretário-geral do partido. O caso foi agora arquivado, tendo o arguido sido ilibado.
O antigo secretário de Estado mostra-se satisfeito com este desfecho. “Como sempre disse, não cometi qualquer crime, falsifiquei documentos ou o meu currículo, como agora conclui o Ministério Público, após dois anos de investigação”, afirmou.
O antigo presidente da Distrital de Leiria do PSD acrescenta que sempre acreditou na justiça “e tinha motivos para isso, pois fez-se justiça”. Ainda assim, lamenta a forma como o processo se desenrolou: “Nada apaga o facto de o meu nome ter sido arrastado na lama de forma apressada e torpe, com penosas consequências para mim e para a minha família”.
Feliciano Barreiras Duarte diz ainda que “este caso, que nunca foi caso, como agora se confirma, deve ser pretexto de séria reflexão para todos os agentes políticos, jornalistas e comentadores”. ■