Óbidos: Acusado de violência doméstica volta a cometer crime

0
63

O Ministério Público revelou que um homem, de 41 anos, acusado de violência doméstica, foi proibido de contactar com a vítima e de entrar na vila de Óbidos, com a exceção dos dias em que visite os filhos. O indivíduo terá voltado a agredir a mulher, apesar do cumprimento da aplicação da suspensão provisória de um processo em que respondia pelo crime de violência doméstica.

O Ministério Público salienta que o homem está agora indiciado do crime de violência doméstica agravado, com base nos factos que “foram cometidos em crescendo de agressividade, a partir de outubro de 2021”, momento em que o arguido “passou a abordar sistematicamente a vítima, dirigindo-lhe palavras ofensivas, inclusive em público, perante terceiros”. ■