Caldense lançou “diário” da vida de uma professora

0
56

“130 para cada lado” é o nome do novo livro de Manuela Ribeiro, que reúne crónicas desta caldense que, até 2013, foi também professora de Português, Inglês e Alemão no 2º e 3º ciclos, nalgumas localidades do país. Relembrando os dias nas escolas e nas salas de aulas, resolveu escrever crónicas sobre esses tempos nas redes sociais. O sucesso foi tal que decidiu reuni-las em livro.
“Comecei a dar aulas numa escola em Mafra depois fui colocada em S. Teotónio (Alentejo) e, de seguida, num outro estabelecimento escolar na Marinha Grande”, lembrou a autora, que transpôs os acontecimento para Portais de Cima, localidade que Manuela Ribeiro resolveu criar e que se situa a 130 quilómetros de Lisboa.
“Os episódios são reais, alguns até caricatos, só alterei os nomes dos intervenientes”, contou a autora deste diário de uma docente, durante um ano letivo, colocada a 130 quilómetros da sua residência.
“Continuo a andar pelas escolas e constato que não há grandes mudanças…”, ou seja, há profissionais que continuam a ser colocados bem longe das suas habitações. “É, pois, uma obra para professores bem-dispostos”, afirmou a escritora que está a trabalhar num novo volume dos seus “Provérbios escondidos com o rabo de fora”.
Manuela Ribeiro é autora de dezenas de livros infantis e juvenis e percorre o país de Norte a Sul para dar conhecer as suas obras. Uma delas, “O Caso das Lagostas Recheadas” é uma aventura, vivida por dois jovens, Miguel e Ricardo, e é passada na terra natal da autora. ■