Fábulas ajudam a contar a história de Peniche

0
85
“O Livro das Histórias e da História de Peniche” é resultado da vontade de vários autores“O Livro das Histórias e da História de Peniche” é resultado da vontade de vários autores

Obra nasce do livro “A Baleia que engoliu um espanhol”, da autoria de Marco Neves, misturando ficção e realidade

“O Livro das Histórias e da História de Peniche” é um projeto idealizado por um grupo de oito pessoas apaixonadas por Peniche e que nasce da obra “A Baleia que Engoliu Um Espanhol” de Marco Neves. Pensado para ser uma imagem de marca da região, a obra promete misturar a ficção com a realidade numa história que conta a história de Peniche.
A singularidade deste projeto está no facto de ser composto por várias componentes que o tornam único.
“O Livro das Histórias e da História de Peniche” integra o romance histórico de Marco Neves, lançado em 2017, e que conta histórias e a história de Peniche, bem como um guia histórico acessível e atualizado, desenvolvido por Rui Venâncio, pelas Ilustrações, feitas por Hélio Conde, e por um “mapa do tesouro” que levará os leitores até aos locais onde decorem as fábulas, envolvendo-os na narrativa, explica o autor.
Para Marco Neves esta readaptação da obra é uma forma de mostrar não só a História, “mas também a própria terra e quem a habita”.
“O livro incluirá, se conseguirmos concretizar essa componente do projeto, um mapa. No romance há um tesouro, mas no mundo real há também um tesouro por estas bandas: a própria terra, com as suas enseadas, grutas, baías, praias e todo o imaginário associado, e as gentes que a habitam, vindas de todo o lado, como acontece com as personagens do livro, que servirá de guia para esta relíquia”, sublinha.

Obra esteve para ser lançada no ano passado na feira do livro, mas a pandemia alterou planos

Relativamente ao lançamento do livro, Pedro Reis, cofundador do Largo Space, esclarece que “este projeto era para ter sido lançando no ano passado na feira do livro de Peniche, mas com o confinamento teve de ser adiado”.
“A nossa política enquanto espaço é permitir que a comunidade se integre nos nossos projetos e que sinta que faz parte dele também. Como tal, o nosso próximo passo é criar um crowdfunding para financiar esta iniciativa, através da ajuda da comunidade”, afirma.
Este projeto, que conta com o apoio da autarquia e de parcerias locais, tem como principal objetivo dar a conhecer o património local e cultural de Peniche e “promover o sentido de comunidade através do imaginário coletivo que nos pertence. Servirá para relembrar de histórias e lendas que já ouvimos — e ainda para apresentar novas histórias e novas lendas, porque o imaginário não é uma caixa fechada. Este livro serve para mostrar a terra a quem vem de fora, mas também para a vivermos através da imaginação”, afirma o autor.