Figurão “Marcelo” da Bordallo nos 50 anos de António

0
282
O cartoonista ofereceu o nono Figurão ao Presidente caricaturado

Vila Franca homenageou cartoonista António a 22 de junho. Exposição teve a presença do Presidente da República

 

A mostra “50 Anos de Humores” do cartoonista António abriu no domingo em Vila Franca de Xira (VFX) com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a quem foi oferecido o 9º figurão concebido pelo homenageado, como uma nova peça daquela série produzida na Fábrica Bordallo Pinheiro, nas Caldas. Esta homenagem do cinquentenário da atividade artística de António, está repartida com obras de desenho, cartoon, cerâmica, bronze, pedra, em três espaços da cidade onde o autor nasceu: Museu do Neo-Realismo (Autores), Celeiro Patriarcal (nacional e internacional) e Fábrica das Palavras (Miscelânia).
Na folha de sala – jornal, muito ilustrada com obras do homenageado, há textos de Marcelo Rebelo de Sousa, Paulo Ferreira (presidente da Câmara de Vila Franca de Xira), Guilherme Oliveira Martins (administrador da Gulbenkian), Pedro Mexia (escritor), Henrique Monteiro (jornalista do Expresso), Joaquim Vieira (jornalista), Ricardo Araújo Pereira (humorista) e David Santos (historiador de Arte), para além de uma entrevista que António me concedeu para esta publicação. Nesta extensa entrevista, em que se abordam inúmeros temas da vida criativa de António, quando falamos da marca que deixou nas Caldas, com Carlos Constantino e José Carlos Almeida, afirma: “para mim sabendo da adesão que a cidade das Caldas da Rainha tem a Rafael Bordalo Pinheiro, foi um desafio e gostei de o realizar até pelas reações que provocou. As pessoas, falam, brincam, conversam, sentam-se, fazem selfies, enfim, convivem com a escultura na rua pedonal e esta passou a fazer parte do quotidiano da cidade”. Na sessão solene que antecedeu a inauguração, o edil de Vila Franca de Xira traçou a razão da homenagem e do papel que António tem tido na dinamização cultural local com a realização anual do CartoonXira, relembrando depois, de forma breve, a sua história no cartoon, deixando a Marcelo Rebelo de Sousa, uma intervenção longa e circunstanciada sobre a carreira de António, no semanário Expresso que ele acompanhou nos mais diferentes papeis. Recorde-se que a comemoração dos 40 anos da carreira de António foi feita pela Gazeta e pelo município, em 2014, com uma exposição da obra do artista que depois percorreu quase duas dezenas de cidades do país. ■