João Almeida lidera Seleção nos Mundiais, após top 5 em Espanha

0
55
Na Vuelta, João Almeida fez uma prova em ascensão, demonstrando capacidade para lutar por boas posições nas etapas de montanha

Prova decorre na Austrália e começa este domingo com o contrarrelógio de Elites e termina no domingo seguinte, com a corrida de fundo

Wollongong, na Austrália, vai ser o palco dos Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada nas categorias de Elites e Juniores, de 18 a 25 de setembro, e a liderar a comitiva nacional está o caldense João Almeida, que no passado domingo terminou a La Vuelta 2022 no top 5. Mas há ainda como motivo de interesse a promissora prestação de António Morgado, que também será a principal aposta lusa para a competição de juniores.
As provas começam este domingo, 18 de setembro, com o contrarrelógio de Elites, num percurso essencialmente plano de 34 km de extensão. Entre os 30 corredores que tem entre os favoritos o italiano Fillipo Gana, o esloveno Tadej Pogacar ou o belga Remco Evenepoel, João Almeida e Sérgio Oliveira vão tentar a sua sorte, mas será na prova de fundo, a realizar a 25 de setembro, que a comitiva lusa aposta as suas fichas.
Além de Sérgio Oliveira, João Almeida, atual campeão nacional da especialidade, vai contar com a ajuda dos gémeos Ivo e Rui Oliveira, seus companheiros na UAE. O percurso tem uma primeira subida ao monte Keira, com 8,7 quilómetros de extensão e 5% de inclinação média, mas várias zonas acima dos 10%, que fará uma primeira seleção no pelotão antes das 12 voltas ao circuito urbano em Wollongong, que incluiu uma subida de 1100 metros ao monte Pleasant, que tem inclinação média de 7,7%.
João Almeida chega à corrida na Austrália com a motivação em alta após uma La Vuelta em ascendente de forma, que lhe permitiu entrar nos últimos dias, quando a montanha fez as diferenças finais, no 5º lugar da geral e 3º da juventude.
É também no circuito de Wollongong que decorre a prova de juniores, no dia 22 de setembro, dois dias depois de cumprido o contrarrelógio. António Morgado também corre com a camisola de campeão nacional e chega com ambição de melhorar o 6º lugar obtido no ano passado.
O salirense, que tem derradeira hipótese de competir no smundiais de juniores e na preparação da competição venceu o 46.º Giro Della Lunigiana, em Itália, prova na qual a seleção mostrou capacidade para levar o chefe de fila à fase decisiva em condições para discutir o triunfo.
“Temos a ambição de discutir os primeiros lugares nas provas de fundo de juniores e de elite. Nos contrarrelógios será mais complicado, porque, sendo quase totalmente planos, adequam-se menos aos nossos corredores”, explica o selecionador nacional, José Poeira. ■