Nazaré Sport Clube nasce para fazer a diferença na formação de jovens talentos

0
105
Clube pretende investir nas infraestruturas desportivas de Fanhais, que estão ao abandono há décadas

Projecto conta com apoio de investidores franceses e pretende apostar na valorização de futebolistas do distrito, embora tendo
por base o concelho da Nazaré. Emblema fundado no início do mês, estreia-se na próxima temporada na AF Leiria, com uma equipa
de juniores e uma equipa de sub-23 que vai competir na 1ª Divisão distrital. Clube vai arrelvar campo de Fanhais, onde terá a sede

Fundado no início deste mês, o Nazaré Sport Clube arranca com a prática desportiva na temporada 2020/21, prometendo uma aposta direccionada para a valorização de jovens jogadores oriundos do distrito.
O clube pretende estrear-se em provas oficiais com uma equipa de sub-23, que participará na 1ª Divisão distrital, e uma equipa de juniores, que também inicia a competição no escalão mais baixo da AF Leiria, tendo escolhido Fanhais para instalar a estrutura desportiva.
Aquela localidade da freguesia da Nazaré dispõe de um campo de futebol abandonado, o qual será arrelvado, um polidesportivo, balneários e um bar, sendo que o novo clube aguarda autorização da Câmara Municipal da Nazaré para proceder aos melhoramentos necessários.
Caso a autarquia venha a validar o projecto, o Nazaré Sport Clube antevê ali construir dois sintéticos. Um será destinado ao futebol de 11 e outro ao futebol de 5 e 7, já que o propósito é criar condições para ter todos os escalões de formação em 2021/22.
Apostando num “conceito de formação desportiva de inegável qualidade”, o clube conta com sócios estrangeiros de diversos países, sendo presidido por Joaquim Gonçalves.
Fernando Encarnação, histórico dirigente da U. Leiria, e Carlos Vasco, antigo jogador e treinador do Nazarenos, presidem à Assembleia Geral e Conselho Fiscal, respectivamente.
Mário Costa, antigo coordenador do G. Alcobaça e da Geração Benfica Nazaré (Quinta do Pinheiro), é o responsável pelo planeamento desportivo do novo clube. O treinador garante que o Nazaré Sport Clube “não pretende fazer concorrência com ninguém”, mas, ao invés, afirmar-se como “uma alternativa ao modelo formativo vigente”.
“Pretendemos formar jogadores de qualidade e ajudá-los na transição para o futebol sénior, pelo que a nossa estratégia passa por ter um plantel curto nos sub-23 e utilizar regularmente os juniores no escalão acima”, explica Mário Costa à Gazeta das Caldas.
“Ambicionamos ter equipas atrevidas, que sejam reconhecidas pelos adversários pelo empenho, compromisso e qualidade competitivas”, resume o consultor técnico, justificando a opção de instalar o clube em Fanhais com “as condicionantes do PDM”.
Os dirigentes do clube procuraram terrenos onde fosse possível construir um centro de estágios, mas as limitações de construção levaram a uma mudança de planos. “A zona desportiva de Fanhais está abandonada há anos e tem espaço para ser ampliada, pelo que nos pareceu a melhor solução para darmos início ao projecto”, refere Mário Costa.
O Nazaré Sport Clube tem como cores do emblema e dos equipamentos o amarelo e o vermelho, as cores do município, e pretende “ser capaz de gerar fontes de receita” que tornem o projecto desportivo “sustentável”.
“Não vamos viver de subsídios das autarquias, nem queremos que a formação pague a equipa sénior. Vamos apostar no merchandising para gerar receitas e cada equipa terá o próprio orçamento”, justifica Mário Costa, sublinhando que o novo clube “está aberto a novas modalidades, desde que sejam auto-sustentáveis”.

plantéis

O Nazaré Sport Clube vai iniciar, em breve, a constituição dos plantéis e apresentação das equipas técnicas, sendo que a prioridade passa por dispor de treinadores “jovens, que defendam um estilo de jogo atrevido e que valorize o espetáculo”.