Olho Marinho vence e chega-se ao primeiro

0
595
2016-05-06 Primeira.inddPAVILHÃO DO COMPLEXO ESCOLAR DO FURADOURO ÁRBITROS: MÁRIO NUNES E RICARDO FERNANDES; CRONOMETRISTA: RAFAEL MARTINS, A.F. LISBOA
OLHO MARINHO  6
PEDRO, ALEX, BOCUM, RAFA, FILIPE “C”, DIOGO, ALCIDES, EDGAR SANTOS, FRANCISCO, JOÃO FRANCISCO, NELSINHO, RICARDO OLIVEIRA, E BRITO TREINADOR: FERNANDO OLIVEIRA
NORTE CRESCENTE  5
DIOGO ARAÚJO, GUSTAVO, DEDÉ, COUVES, JÚNIOR, FABINHO, CHOURIÇO “C”, JOÃO’ZINHO E CACHAÇA TREINADOR: BRUNO ALMEIDA AO INTERVALO: 2-0 MARCADORES: FILIPE (5’ E 32’), BOCUM (10’ E 37’), CHOURIÇO (23’, P.B.), COUVES (26’ E 31’), GUSTAVO (25’), FABINHO (35’ E 38’), DIOGO (36’) DISCIPLINA: CARTÃO AMARELO A JOÃO FRANCISCO (35’) E CHOURIÇO (38’)
O Olho Marinho recebeu e venceu o último classificado da série de apuramento de campeão – zona sul, o Norte Crescente. Os da casa assumiram as rédeas da partida, numa primeira parte que dominaram por completo. Filipe abriu o marcador aos 5’ e Bocum, a meio da primeira parte, fez o segundo. Depois do intervalo os açoreanos vieram com vontade de discutir o jogo e mostraram os seus argumentos, logo após sofrerem o 3-0, num autogolo de Chouriço.
Logo a seguir Gustavo fez o primeiro para o Norte Crescente e vinte segundos depois foi Couves quem reduziu para a margem mínima. A meio do segundo tempo Couves empatou o jogo, já depois de ter atirado ao poste. Aí veio ao de cima a maturidade dos da casa, num cruzamento de Filipe, na direita, que Rafa desviou à boca da baliza. Mas não se livraram de novo susto, com Fabinho a converter um livre de dez metros com mais de quatro minutos por jogar. A raça e a alma do Olho Marinho, sempre apoiado pelo seu público, permitiu a Diogo, num pontapé de raiva, fazer o 5-4. Os visitantes tentaram o cinco para quatro com guarda-redes avançado, mas numa saída de bola, este perdeu-a para Boccum, que só teve de encostar para a baliza deserta. Na resposta Fabinho concluiu um cruzamento e obrigou a que o Olho Marinho usasse de toda a concentração para somar os tão desejados três pontos, que levaram a equipa obidense a ficar a apenas um ponto do primeiro: Os Vinhais. I.V.