Abriu o espaço Maria dos Cacos nas Caldas

0
137
O chef Ricardo Filipe coordena a equipa de sete pessoas que integra a petiscaria

Restaurante tem um ateliê de cerâmica. Espaço aposta na comida mediterrânea e nos produtos e parcerias locais

Situa-se na Rua General Queirós a petiscaria, bar e atelier Maria dos Cacos, o novo espaço do projeto turístico 19 Tile, de Pedro Felner. O responsável contou que a primeira ideia foi criar um espaço ligado à gastronomia e à cerâmica local, para proporcionar experiências aos hóspedes, só que depois quiseram “apostar em algo mais imersivo”. Isto é, dar-lhes a possibilidade de ver ceramistas a trabalhar ao vivo “e também de colocar as mãos no barro”. E assim surgiu o espaço, em homenagem à primeira ceramista das Caldas, nascida em 1797, que teve espaço de trabalho próprio e que se dedicou à venda de cerâmica.
“Queremos que seja um espaço aberto a todos onde se alia a cerâmica e a gastronomia mediterrânea”, disse o empreendedor, revelando que o restaurante abriu com sete novos postos de trabalho e inclui profissionais formados na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste.
Houve uma grande aposta numa agradável e diferenciada decoração, e apesar de Maria dos Cacos ser “um espaço diferenciado e cosmopolita, aberto ao projeto turístico e à cidade”, não se pretende “que seja elitista”, referiu Pedro Felner, acrescentando que dentro do restaurante há áreas bem diferenciadas.
Os clientes podem escolher comer ao balcão ou preferir um ambiente um pouco mais reservado e escolher jantar, com o grupo de familiares e amigos, no próprio ateliê de cerâmica. Neste último, durante o dia, vão abrir workshops e aulas de cerâmica com regularidade que serão coordenadas pelos ceramistas Francisco Carreira e Filipe Faleiro. Também nas formações de decoração participaram várias empresas caldenses.
Para este projeto, o empresário contou com o apoio do seu irmão Ricardo Dias Felner, jornalista e crítico gastronómico, e de Ricardo Filipe, o chef da casa. Aos almoços servem-se pratos do dia enquanto que para jantar há uma ementa em que se aposta sobretudo em comida de partilha.
Ricardo Filipe é caldense e deixou a indústria farmacêutica para se dedicar à sua paixão, a cozinha. Nos últimos oito anos já passou por vários espaços, das Caldas, Óbidos e Foz.
“No Maria dos Cacos apostamos em pratos simples, feitos com produtos locais e da estação, além de fazermos algumas receitas da minha família”, disse o chef, que já fez a Torta de Bacalhau da sua mãe para um almoço e também incluiu a famosa Empanada Alentejana da sua madrinha, de Moura, na ementa. Trabalham com a Praça da Fruta e com vários fornecedores locais. O espaço abre ao meio-dia para os almoços e mantém-se aberto à tarde. Às 19h00 começam a ser servidos os jantares e a cozinha fechará por volta das 22h00. ■