Desemprego desce a mínimos no Oeste Norte desde o início da pandemia

0
127

O número de inscritos no Centro de Emprego Oeste Norte caiu no passado mês de setembro para os valores mais baixos registados desde o início da pandemia.
O centro que abrange os concelhos das Caldas da Rainha, Óbidos, Alcobaça, Nazaré, Bombarral, Cadaval e Peniche terminou o terceiro trimestre do ano com 4.493 inscritos à procura de emprego, menos sete do que em março de 2020, mês em que a pandemia de covid-19 começou a afetar a atividade das empresas.
Comparando com o período homólogo, há menos 21,7% de inscritos no Centro de Emprego Oeste Norte do que no final do terceiro trimestre do ano passado, o que equivale a menos 1.247 pessoas à procura de um novo emprego.
Regista-se, igualmente, uma melhoria de 6,7% em relação ao final do primeiro semestre deste ano, altura em que o centro de emprego da região tinha 4.817 inscritos, o que corresponde a menos 324 pessoas.
Recorde-se que, em fevereiro de 2020, último mês antes da pandemia se ter instalado em território nacional, o número de inscritos no centro de emprego da região estava nos 3.863, depois de ter atingido um mínimo histórico de 3.398 em setembro de 2019.
Em relação aos concelhos, Caldas da Rainha acompanha a tendência do conjunto dos sete concelhos e atingiu em setembro deste ano o valor mais baixo de número de inscritos no centro de emprego desde o início da pandemia, para um total de 1.324, menos 11 do que em março de 2020. O desemprego no concelho registou um recuo de 24,7% no período homólogo e de 8,4% em relação ao final do segundo trimestre.
Também em Peniche o emprego continua em recuperação em relação ao final do segundo trimestre desde ano (2,8%). Peniche, que é terceiro entre os concelhos mais empregadores da região, viu baixar o número de inscritos no centro de emprego para 791 e continua a aproximar-se dos valores pré-pandemia. O mesmo acontece com Nazaré, que, tal como Peniche e Caldas da Rainha, se encontra com o número de desempregados estabilizado abaixo dos valores de março de 2020, tendo registado uma descida de 2,8% em relação ao segundo semestre deste ano.
No sentido da recuperação do emprego seguem, ainda os concelhos mais rurais da região e nos quais ainda não se voltou a níveis de desemprego tão próximos do início da pandemia: Óbidos, Bombarral e Cadaval. Neste último, o número de inscritos no centro de emprego recuou 27,4%, no Bombarral 18,1% e em Óbidos 3,1%.
Alcobaça, concelho que já tinha baixado em relação aos valores do desemprego registados em março do ano passado, foi o único destes sete concelhos a registar uma subida em relação ao final do primeiro semestre (4%), mais 42 do que em junho deste ano, mas ainda abaixo de março de 2020. ■