Hotel Campanile das Caldas abre portas a 1 de abril

0
251
Nova unidade hoteleira é vocacionada para negócios e lazer

O hotel Campanile das Caldas da Rainha já tem data marcada para a abertura oficial: 1 de abril. O anúncio foi feito pelo presidente do grupo Flagworld, Luís Roll, durante as jornadas de empreendedorismo da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste.
O responsável pela empresa que vai gerir o equipamento disse que a unidade está direcionada para o mercado do lazer e dos negócios, tirando partido dos meios tecnológicos de que é dotada.
“É um produto que vai integrar-se perfeitamente nesta cidade. Foi bem construído e desenhado para aquilo que se pretende”, referiu.
A unidade chegou a ter abertura prevista para novembro do ano passado, mas o processo sofreu alguma demora devido a “percalços com as licenças”, mas neste momento “todo o processo está tratado”, referiu Luís Roll.
O empresário adiantou, ainda, que o processo de construção demorou mais quatro meses do que o inicialmente previsto, devido à pandemia. De resto, Luís Roll adiantou que existe já procura para a unidade das Caldas da Rainha.
A Campanile é uma rede de hotéis de três estrelas que tem como característica ter uma estrutura reduzida. “São hotéis com uma gestão muito rigorosa, que se adaptam bem a períodos de crise. Durante o confinamento tivemos resultados muito interessantes na rede”, realçou o empresário. A unidade das Caldas vai criar 11 postos de trabalho e os funcionários já iniciaram, esta semana, a respetiva formação.
O hotel Campanile das Caldas da Rainha representou um investimento de 5 milhões de euros numa parceria do grupo Flagworld e da construtora Ferreira Build Power. Tem 82 quartos, receção, zona de estar, bar e restaurante, além de meios tecnológicos que suportam atividades empresariais. Está integrado no antigo complexo da Secla, que contempla um supermercado Continente Bom Dia e um restaurante, ainda por construir, num projeto com uma área de implantação próxima dos 4500 metros quadrados. ■