Partidos preparam rentreé nas Caldas da Rainha com movimentações internas

0
88
Quase um ano depois das autárquicas, as forças políticas começam a viver as primeiras movimentações internas

Eleições na Concelhia das Caldas do PS mobilizam dois candidatos à sucessão de Sara Velez. Também no CDS-PP há dois nomes na corrida. A política está de volta

Na ressaca do anúncio das medidas de apoio às famílias, António Costa marca presença, no próximo domingo, em Leiria, no Mercado de Sant’Ana, para um comício que assinala a rentreé política. O secretário-geral do PS já tinha assegurado a presença no evento antes das mais recentes polémicas e tomará o pulso ao partido num momento em que o Governo continua à espera de novo inquilino para a Saúde.
Por cá, os partidos políticos nas Caldas da Rainha preparam a rentreé com diversas movimentações internas e no caso do PS com três candidatos à sucessão da deputada Sara Velez.
Depois de anunciarem candidaturas adversárias, Pedro Seixas e Isabel Alves Pinto decidiram juntar forças e integrar a mesma lista para a estrutura local do partido, ao passo que Alberto Gonçalves protagoniza aquilo a que chama de 3ª via.
O PS perdeu um vereador nas últimas autárquicas e sofreu a derrota mais pesada da história num ato eleitoral em que o movimento Vamos Mudar trocou as voltas aos partidos políticos.

Dois candidatos no CDS
Entretanto, a Concelhia das Caldas do CDS/PP vai a votos em breve. As eleições ainda não estão marcadas, mas deverão acontecer em finais deste mês, inícios de outubro. Também ainda não foram formalizadas candidaturas, mas a Gazeta das Caldas sabe que Carlos Elias e Francisco Ferreira estão a preparar listas para se apresentarem a votos, enquanto na corrida para a Distrital já é conhecida a vontade do caldense Graciano Dias ser um dos concorrentes.
João Forsado Gonçalves, que lidera a estrutura local dos centristas, não se recandidata a um terceiro mandato, cumprindo o que assumiu perante os militantes, da rotatividade dos mandatos. O dirigente realça ainda o dinamismo da Concelhia das Caldas, “existindo no seu seio militantes dispostos a assumir os destinos da mesma”.
Nos dois mandatos que desenvolveu, João Forsado Gonçalves aumentou o número de militantes, “com sangue novo e algumas refiliações, acrescentando ainda o facto de a própria Juventude Popular ter renascido”, mas os resultados nas últimas autárquicas foram penalizadores para um partido que chegou a ser poder no concelho.
Os militantes do CDS/PP “continuam preocupados e atentos às necessidades do concelho, estando presentes essencialmente nas reuniões da Assembleia Municipal e das assembleias de freguesia, fazendo intervenções e dando o seu contributo, para além da sua presença nos órgãos autárquicos da Foz do Arelho e Santa Catarina”, refere. Recentemente organizaram um jantar na Expotur com a presença do presidente do partido, Nuno Melo, e do secretário geral adjunto, Pedro Magalhães. ■

PSD promete estar atento à governação do Vamos Mudar, mas sem crítica destrutiva

No PSD, as eleições internas para a Concelhia das Caldas estão previstas para janeiro, quando termina o mandato de Daniel Rebelo. O dirigente ainda não decidiu se avança com a recandidatura e deixa a garantia que o partido vai manter a postura que tem evidenciado no primeiro ano de governação do Vamos Mudar na Câmara.
“É preciso dar tempo para quem venceu as eleições. Considero que não se tem visto muito do novo projeto, mas a nossa oposição será sempre responsável”, explicita o presidente do PSD/Caldas, que garante que o partido fará sempre parte da solução dos problemas para o concelho. “Se as pessoas esperam um PSD muito crítico após um ano de mandato, isso dificilmente acontecerá, mas vamos continuar a estar atentos e a cumprir o nosso papel na oposição, mas sem crítica meramente destrutiva”, assevera Daniel Rebelo.
Nesta reentrada da vida política, o BE tem prevista uma reunião e momento de convívio no Nadadouro, este mês, onde, entre outros assuntos irão fazer, no local, um balanço do resultado da intervenção na Lagoa de Óbidos.
Já o PCP esteve envolvido na Festa do Avante. Ainda a trabalhar na desmontagem do evento, Luís Caixeiro, responsável da Organização Regional de Leiria e também da Concelhia das Caldas, destaca o trabalho feito de “contacto e propaganda junto das populações”. O novo Hospital do Oeste e a modernização da Linha do Oeste estão na agenda do PCP, que organiza, a 12 e 13 de novembro, a conferência nacional, em Corroios. ■