Tinta Ferreira renunciou ao mandato na vereação

0
451

Motivos profissionais estão na base da decisão do antigo autarca social democrata

Fernando Tinta Ferreira, eleito vereador pelo PSD, renunciou ao mandato na Câmara das Caldas, sendo substituído por Daniel Rebelo, atual presidente da concelhia caldense do PSD. Esta decisão surge quando está quase a terminar o prazo limite (um ano) da suspensão de mandato que pediu quando assumiu funções como presidente executivo do Conselho de Administração da Fundação FEFAL (Fundação para os Estudos e Formação das Autarquias Locais). “Tendo em conta as responsabilidades que me foram atribuídas nesta missão torna-se muito difícil compatibilizar as mesmas com as funções de vereador”, disse à Gazeta das Caldas. Tinta Ferreira acrescenta que, “além disso, a forma como a Câmara Municipal está a ser gerida, com consequências nefastas para o concelho, ignorando os avisos da oposição, tornam a minha participação, neste contexto, manifestamente infrutífera”.
O antigo presidente de Câmara não deixou de participar na vida política, sendo atualmente membro do Conselho de Jurisdição Nacional do PSD. A nível local, apesar de não desempenhar qualquer função, diz acompanhar “atentamente o que se passa e continuo a dar o meu contributo nos sítios próprios. Transmito as minhas opiniões e sugestões não só a nível concelhio mas também a nível distrital e nacional, muitas vezes na defesa dos interesses das Caldas da Rainha, complementa. O antigo autarca realça que “as circunstâncias da vida obrigam a esta decisão”, no entanto, manifesta que o seu “apego à nossa terra e aos caldenses é inabalável”, pelo que continua “disponível” para ajudar o concelho. ■