Conceição Pereira toma posse na Santa Casa

0
143
A cerimónia contou com a “presença” do anterior provedor, Lalanda Ribeiro, que participou na tomada de posse através das novas tecnologias

Vereadora é a primeira provedora da Santa Casa da Misericórdia das Caldas e sucede a Lalanda Ribeiro

Maria da Conceição Pereira tomou posse como provedora da Santa Casa da Misericórdia das Caldas na manhã de 10 de janeiro, tornando-se a primeira mulher a liderar os destinos da instituição.
A provedora começou por agradecer o trabalho realizado por Lalanda Ribeiro à frente da instituição durante mais de três décadas. “Na verdade não estava nos meus planos assumir este cargo”, revelou a vereadora, explicando que sempre acreditara que Lalanda Ribeiro iria reconsiderar a decisão de abandonar. Conceição Pereira realçou ainda que este é um “desafio enorme”, especialmente devido à pandemia.
Uma das primeiras preocupações é a manutenção das regras sanitárias numa instituição que apoia crianças, jovens e idosos. Atualmente a Santa Casa apoia cerca de 70 idosos e tem lista de espera. “Há sempre essa dificuldade”, reconheceu. Outro grande desafio é a sustentabilidade financeira da instituição. Além dos acordos com a Segurança Social e dos apoios camarários, é necessário “procurar outros apoios”.
A remodelação da Casa de Repouso é um dos primeiros investimentos previstos, estando avaliada em cerca de 100 mil euros e havendo já uma candidatura ao programa PARES. Depois haverá que decidir o destino a dar ao edifício que já é propriedade da Santa Casa e onde se localizava uma loja de bicicletas.
Na Santa Casa já houve pontualmente casos de covid, “mas felizmente não houve nenhum surto”.

Os novos corpos sociais da Santa Casa da Misericórdia das Caldas, eleitos em dezembro do último ano, junto à sede da instituição

O anterior provedor, Lalanda Ribeiro, acompanhou a cerimónia através de vídeo-chamada. “Estou muito satisfeito de poder acompanhar a cerimónia”, disse, revelando a satisfação por ver Maria da Conceição Pereira tomar posse. “Estamos bem entregues”, disse, acrescentando que a sucessora “conhece a casa”. O ex-provedor agradeceu a todos os que com ele trabalharam nestes 34 anos em prol da Santa Casa e disse que saiu “para o bem da instituição”, uma vez que com a pandemia deixou de poder acompanhar presencialmente e sentia que isso poderia ser prejudicial. “Continuo ao dispôr”, garantiu.
O novo presidente da Mesa da Assembleia Geral, o também presidente da União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro, Jorge Varela, agradeceu a todos os que se disponibilizaram para servir esta casa no momento em que o mundo, mas também Portugal e as Caldas vivem salientando que, nestes momentos conturbados, as instituições que protegem os que mais precisam são ainda mais importantes.
O presidente da Câmara, Fernando Tinta Ferreira, esteve presente na cerimónia, apelando à comunidade caldense “que sempre teve a noção de que era preciso o apoio de cada um à Santa Casa para fazer o que mais ninguém faz”. O autarca fez notar que “os apoios dos poderes públicos não são suficientes” e recordou que a Santa Casa “presta serviços em áreas em que mais ninguém presta no concelho”.
Tinta Ferreira agradeceu à nova provedora “mais um serviço que presta à comunidade de forma voluntária” e garantiu que tal como fazem “com as outras instituições”, tudo farão “para dar o apoio necessário”, dentro dos meios e possibilidades” da autarquia. ■