Freguesia de A-dos-Negros já tem 257 anos e assinalou pela primeira vez o seu aniversário

0
771
O presidente da Junta, Vítor Mata, destacou o interesse da população nas iniciativas da freguesia

As cadeiras distribuídas pela sala de aula da antiga escola primária de A-dos-Negros não foram suficientes para as cerca de 50 pessoas que fizeram questão de comparecer na comemoração do aniversário da freguesia.
A cerimónia, que se realizou no passado dia 1 de Julho, prestou homenagem a pessoas e entidades que se tem destacado pelo trabalho ao próximo e pelo desenvolvimento da terra. A Associação de Desenvolvimento Social da Freguesia de A-dos-Negros, constituída em 1994 com o objectivo de prestar apoio social e cultural à população (sobretudo idosa) foi a primeira a receber a distinção.
Sediada numa freguesia rural, esta instituição arrancou, em 1999, com  o serviço de apoio domiciliário, que actualmente apoia 42 utentes da freguesia de A-dos-Negros e limítrofes, abarcando o concelho de Óbidos, Bombarral e Caldas da Rainha. Desde 2009 que possui um projecto de animação ao domicílio, denominado Anima, que tem por objectivo promover a autonomia dos utentes, estimulando as suas capacidades.
Esta associação possui também um centro de convívio Melhor Idade e a valência de lar de idosos, com capacidade para 23 utentes. Em breve, a instituição irá também ter uma cantina social, uma resposta para combater as novas formas de pobreza  e que permitirá fornecer 50 refeições diárias a famílias carenciadas.
Nesta cerimónia foi também homenageado o poeta José Gomes Júnior, que nasceu naquela localidade em 1928 e conta com cinco livros de poemas publicados.
Este filho da terra teve uma vida profissional ligada à vitivinicultura, tendo trabalhado no laboratório de vinho do seu pai, José Gomes, e, mais tarde, ingressado nos novos Armazéns de Vinho das Gaeiras, onde foi um dos seus sócios-gerentes. Ali produziram-se algumas marcas bem conhecidas como o Josel, Fonte Santa e o Ouro de Óbidos.
O nonagenário, que foi também um dos fundadores do Grupo Desportivo e Recreativo de A-dos-Negros, frequenta actualmente a Universidade Sénior.

A sala de aula da antiga escola primária encheu para a cerimónia

O Rancho Folclórico e Etnográfico “Estrelas do Arnóia” foi outro dos homenageados pela freguesia. Nasceu em 1995, resultado de uma “brincadeira de Carnaval” e teve como grande dinamizadora Maria Assunção Silva na área musical, de danças e cantares.
O rancho foi fundado por jovens dos 15 aos 20 anos, e tem feito uma recolha pelas tradições, entre eles os trajes característicos desta região.

AUTARCAS APELAM À PARTICIPAÇÃO CÍVICA

O presidente da Junta, Vítor Mata, destacou a participação da população na cerimónia, que revela “interesse nas iniciativas da freguesia”. O autarca deixou ainda um apelo às pessoas para olharem “mais para o outro e em servirem a comunidade”.
A iniciativa da Junta foi bem acolhida pela Assembleia de Freguesia, que apenas lamentou que não tivesse ocorrido antes. Paulo Capinha, presidente da Assembleia de Freguesia, salientou que era importante ter um dia que “demonstrasse a vida das suas  gentes e tradições, daí a ideia de homenagear os locais”.
O vice-presidente da Câmara de Óbidos, Humberto Marques, destacou o trabalho das várias instituições da freguesia que têm contribuído para que Óbidos tenha cerca de “13% de pessoas a praticar cultura, enquanto que a média nacional é de 3%”. O autarca realçou ainda o trabalho “excedível” de Vítor Mata enquanto presidente de Junta, na “defesa da sua terra e das suas gentes”.
Humberto Marques corroborou da opinião de Vítor Mata de que é necessário mais voluntariado e partilha, pedindo à sociedade civil que seja mais activa e que, numa atitude de crítica construtiva, ajude os autarcas a fazer mais.
O coro infantil e orquestra da Academia de Música de Óbidos animaram o resto da tarde, com uma actuação no salão do Grupo Desportivo e Recreativo de A-dos-Negros.
Ainda no domingo foi inaugurada a exposição “Palavras escritas, etnografia e fotografia” na antiga escola primária, que poderá ser visitada também no próximo fim-de-semana.
No dia 13 de Julho, a partir das 8h00, será dinamizado um passeio para maiores de 65 anos pela Rota dos Monges e Monjas de Cister, na região de Alcobaça.
O aniversário da freguesia será comemorado no primeiro domingo do mês de Julho. Os registos dão nota que terá sido criada em 1755, mas desconhece-se ainda o mês e o dia.

Fátima Ferreira
fferreira@gazetadascaldas.pt