Josefa d’Óbidos à espera de obras no valor de seis milhões de euros

0
559

As obras na escola Josefa d’Óbidos previstas para o final do ano passado tardam em começar.
De acordo com o presidente da Câmara de Óbidos, Telmo Faria, desde 16 de Dezembro que estão aprovados os projectos de arquitectura e especialidades, feitos pela autarquia. Após a realização dos projectos chegaram à conclusão que a obra deverá custar cerca de seis milhões de euros, ao invés dos 3,5 milhões que tinham sido protocolados com o Ministério da Educação.
O autarca refere que o Ministério da Educação não discorda desta verba, devido à quantidade de obras a realizar. No entanto, o secretário de Estado da Educação, com quem Telmo Faria já conversou, limitou-se a dar uma anuência verbal e não assinou ainda nada que permita avançar com a empreitada.
“Não podemos correr o risco de lançar o concurso para a obra sem estar devidamente protocolado”, disse Telmo Faria.
Quando as obras avançarem, esta intervenção permitirá transformar a Josefa d’Óbidos numa “escola nova”, disse ainda o presidente da Câmara, que compara os seis milhões de euros necessários ao custo dos dois complexos escolares que estão a ser construídos no Furadouro e no Alvito.
Questionado pela Gazeta das Caldas, o gabinete de imprensa do Ministério da Educação refere apenas que o processo está “em análise” e que “estão a ser desenvolvidos todos os esforços para que a obra possa ter início com a maior brevidade”.