Nova Direção do Concha Azul quer revitalizar clube

0
152

Uma década depois, Fernando Silva está de regresso ao clube. Retorno da Velha Guarda em cima da mesa

Fernando Silva foi eleito presidente da Direção do GD Concha Azul para o triénio 2021-2024, sucedendo no cargo a Marco Costa. O dirigente tinha deixado a liderança do clube em 2010, mas decidiu voltar, liderando uma lista que pretende revitalizar a instituição e que tem Sara Clérigo como presidente da Assembleia Geral e António Cordeiro na liderança do Conselho Fiscal.
Entre as prioridades dos novos corpos sociais está a vontade de dotar o clube de uma maior prática desportiva, nomeadamente com a reativação da secção de futebol de praia na areia molhada, diferente da modalidade federada, mas também a de futsal. Por outro lado, a equipa de futebol de 11 que competiu na Liga Inatel deve manter-se em atividade, com os dirigentes a sonharem com a instalação de um sintético no campo de futebol da vila, que “permita dar condições aos jovens de São Martinho para praticar desporto”, explica o vice-presidente Manuel Rodrigues.
A nova Direção do GD Concha Azul aproveitou o pedido da Câmara de Alcobaça para a realização de concertos no campo de futebol para fazer uma limpeza geral ao terreno, o que permitiu “dar uma nova cara ao espaço”, resume o dirigente.
A aproximação à Associação Velha Guarda de São Martinho do Porto, que se afastou do Concha Azul nos últimos anos, está também em cima da mesa. “Queremos trabalhar em conjunto, embora cada associação mantenha a sua autonomia”, frisa Manuel Rodrigues, explicando que, após a tomada de posse, os novos dirigentes estão a proceder a um levantamento das necessidades do clube. ■