Quais os seus desejos para 2019?

0
900
Gazeta das Caldas
Gazeta das Caldas
António Bastos, pedreiro (Nadadouro)

Além de paz e saúde, que seja um bocadinho melhor que este ano e que haja uma melhoria dos impostos, que levam muito dinheiro. Um indivíduo cada vez trabalha mais e recebe menos. As despesas são superiores ao ganhos e não se vive bem assim, a vida assim é complicada. Deviam aliviar um bocadinho a carteira ao contribuinte. A nível local a cidade tem vindo a evoluir.

 

Gazeta das Caldas
Tânia Miguel, Lisboa (técnica de saúde e terapeuta)

Espero que os seres humanos consigam amar mais, que consigam receber mais amor e que consigam transmiti-lo através das palavras, actos e dos sentimentos. Espero que tenham mais consciência e que possam entender que somos todos um. Embora viva em Lisboa, sou natural das Caldas e quando venho à cidade noto que está a melhorar o seu espaço público e espero que em 2019 continue esse bom caminho. Acho que o Hospital Termal, assim como a Praça da Fruta e a cerâmica são elementos identitários da cidade e que é preciso potenciar e reavivar essa memória. É preciso conservar a matéria prima das Caldas.

 

Gazeta das Caldas
Walber Miranda, empregado de mesa (Caldas da Rainha)

Para o novo ano quero paz e saúde para a minha família e trazer os meus familiares que ainda estão no Brasil para as Caldas. Estou a viver nas Caldas há dois meses, onde está o meu irmão mais velho, e em Fevereiro espero trazer a minha mulher e o meu irmão mais novo. Caldas é um lugar maravilhoso. Depois de Lisboa vim para as Caldas directo e já não quero sair daqui.