Termas caldenses reabrem a 15 de maio no Balneário Novo

0
186
A equipa de profissionais que trabalha nas Termas das Caldas

O Dia da Cidade marca, simbolicamente, a reabertura das termas, com tratamentos ao nível das vias respiratórias. No verão reabre a ala sul do Hospital

O Balneário Novo reabrirá portas no próximo sábado com tratamentos do aparelho respiratório, depois de quatro meses encerrado. Os utentes têm à sua disposição tratamentos de nebulização, irrigação nasal, pulverização faríngea, inalação e aerossóis, além das técnicas de aplicação médica e da higienização bucal.
A pandemia está a limitar o número de utentes em simultâneo, pelo que uma sala que antes poderia ter até 30 pessoas, agora poderá ter apenas oito.
Atualmente trabalham cerca de uma dezena de pessoas no Balneário Novo, nas áreas da desinfeção, secretariado e técnicos de balneoterapia. A estas juntam-se dois médicos, um deles o diretor clínico, em prestação de serviços. De acordo com os serviços, tem havido muita procura pelos tratamentos termais, após a permissão do governo para a retoma da atividade.

“O objetivo sempre foi abrir todas as suas valências”

João Frade

Para o verão está prevista a abertura da ala sul do Hospital Termal, que irá acolher tratamentos destinados a problemas reumáticos e músculo-esqueléticos. Haverá técnicas de duche, massagem, imersão em banheira e de vapor. Neste momento está a decorrer a obra de preparação e de arranjo da ala sul. As antigas banheiras e outros equipamentos estão a ser substituídos para dar lugar a outros mais modernos, que permitirão tratamentos de cura termal e de bem-estar. “Quem quiser vir passar um fim-de-semana, ou que esteja cá e queira experimentar um duche Vichy, também o pode fazer”, exemplificou João Frade, gestor das Termas das Caldas em representação do presidente da Câmara. De acordo com o responsável, o objetivo sempre foi voltar a abrir o hospital termal em todas as suas valências. “Conseguimos numa primeira fase iniciar as técnicas ORL [ligadas ao aparelho respiratório] no Balneário Novo, que necessitava de menos obra, enquanto que o Hospital Termal necessitava de uma intervenção mais profunda ao nível da requalificação do espaço, de autorizações das entidades oficiais e obrigava a mexer nas canalizações e adução da água termal assim como a substituir os equipamentos”, resumiu. Entre os novos equipamentos termais e e de hidroterapia, estão a aquisição de banheiras de hidromassagem, duches vichy, de jato e circular e também equipamentos de vapor com hidropressoterapia, vapor aos membros e vapor à coluna.

Da capacidade instalada
para acolher cerca de 30
tratamentos em simultâneo, a sala agora apenas pode receber oito utentes de cada vez

A ala sul irá disponibilizar 14 banheiras para tratamentos. A autarquia, que gere o Hospital Termal desde 2015, pretende relançar o termalismo de forma faseada. Para uma terceira fase está prevista a criação de uma piscina de reabilitação e outros serviços, no rés do chão do Balneário Novo, completando o ciclo de tratamentos termais. As piscinas (do Rei e da Rainha) existentes no hospital apenas serão utilizadas numa vertente turística. Há visitas guiadas pelo Museu do Hospital e das Caldas, assim como por parte de operadores turísticos que contatam o hospital para o efeito. ■

Secretário de Estado Adjunto e da Saúde vem às Caldas no Dia da Cidade

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, estará nas Caldas no próximo sábado. O governante, que é natural desta cidade, virá participar nas cerimónias do 15 de maio, devendo integrar a comitiva que vai prestar homenagem à Rainha, seguindo depois na visita ao Hospital Termal e inauguração da USF de Santo Onofre.
As celebrações do Dia da Cidade começam com o tradicional concerto, na noite de 14 de maio, este ano realizado no Hospital Termal, de David Antunes e Midnight Band, com participação de Melanie Russo e Vanessa Alexandre, e transmitido online. Do dia 15 decorrerá a cerimónia de entrega das medalhas de mérito municipal a 18 personalidades e entidades que se destacaram nas mais diversas áreas. A distinção maior, a medalha de honra da cidade, será entregue ao Sporting Clube das Caldas, que assinalou 100 anos o ano passado, mas tendo em conta que o ano passado não houve entrega de medalhas devido à pandemia, será homenageado este ano.
No domigo será inaugurado o mural cerâmico alusivo ao centenário da Filarmónica de Alvorninha e inaugurada a requalificação do Parque de Merendas de Santa Susana (Landal).
As celebrações irão estender-se durante o mês de maio, com a realização de atividades culturais, recreativas e desportivas. ■