Cerca de 30 pessoas juntaram-se, ao final da tarde desta sexta-feira, frente à estação da CP das Caldas da Rainha em vigília para exigir melhoramentos na Linha do Oeste. Entre as reivindicações estão a concretização do projecto de modernização e electrificação desta linha, nomeadamente o arranque da obra do troço Meleças-Torres Vedras e a abertura do concurso para a obra do troço entre Torres Vedras e as Caldas da Rainha. Rui Raposo, porta-voz da Comissão Para a Defesa da Linha do Oeste (que organizou a concentração), lembrou os prazos falhados pelo governo para o avanço da obra e destacou que a não modernização da linha “põe em causa o seu futuro e a sua importância no plano da rede ferroviária”, além de colocar em causa a mobilidade das pessoas.

Outra das exigências apresentadas é a da fixação, do preço máximo de 70 euros, no passe, acordado entre a Oeste-CIM e a Área Metropolitana de Lisboa.

F.F.