Nova diretora já assumiu funções no Museu de José Malhoa

0
250
Nova diretora passou por vários institutos de arte brasileiros e foi responsável pela formação de técnicos e educadores

Nicole Costa já está a trabalhar no Museu da cidade. Dirigente é experiente em mediação cultural e teve vários projetos premiados

 

A nova diretora do Museu de José Malhoa já assumiu funções e está a trabalhar nas Caldas desde o passado dia 1 de outubro.
A brasileira Nicole Costa foi a escolhida, em resultado de um concurso de seleção internacional lançado pela Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC), entidade que tutela o Museu Malhoa e que inclui o Museu da Cerâmica e o Museu Dr. Joaquim Manso (Nazaré).
Com larga experiência em Mediação Cultural, a antropóloga vai trazer às Caldas, através do Museu de José Malhoa, “novas dinâmicas de relação com os vários públicos”, explica nota da DRCC.
“Envolver para Desenvolver” é a base da estratégia que a nova diretora “desenhou para a gestão do Museu Malhoa, que compreende um conjunto de premissas para as práticas da instituição, sobretudo no que se refere às relações com a sociedade e a contemporaneidade”, resume a mesma nota.
Neste sentido, o Museu Malhoa, “assumirá um papel mais forte de diálogo e será um ponto de encontros e reencontros”. O programa da nova dirigente foca-se em torno de três eixos fundamentais: comunidades, territórios e arte.
O projeto de Nicole Costa “traz para o centro do museu Malhoa as pessoas – objetivo primeiro e último de qualquer instituição museológica – utilizando, para isso, os acervos da instituição e as suas potencialidades nas Caldas e no país”, informa DRCC.
Nos últimos vinte anos, a antropóloga passou por instituições como o Instituto Ricardo Brennand, a Fundação Joaquim Nabuco, o Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães e o Paço do Frevo. Segundo a mesma nota, foi responsável pela formação de técnicos e educadores destas e de outras instituições, tendo sido premiada por vários projetos de mediação cultural. O prémio mais recente foi atribuído à oficina “Arte-Educação em Diálogos com a Antropologia”.
Nicole Costa “teve também um papel fundamental na elaboração da Estratégia Nacional de Educação Museológica do Brasil, através do trabalho com a Rede de Educadores de Museus e Instituições Culturais de Pernambuco”, informa a DRCC. No Paço do Frevo – classificado como Património Imaterial da Unesco – a sua gestão de conteúdos recebeu prémios em projetos ligados à música, educação, património e dança. Em paralelo, desenvolveu programas de ensino, consultoria e de formação de professores. ■

Diretora quer implementar novas dinâmicas
com públicos