Tiago Cândido criou tipo de letra que homenageia as Caldas

0
303
Tiago desenvolveu o tipo de letra Caldense que está disponível para venda

Durante o curso na ESAD, jovem criou um tipo de letra dedicado à cidade das Caldas da Rainha. Mais tarde registou a fonte num site internacional e agora está disponível para ser adquirida e utilizada por designers de vários países

O leitor está, certamente, familiarizado com Arial ou Times New Roman, mas sabia que pode, agora, recorrer à fonte Caldense? Aquele tipo de letra é uma criação de Tiago Cândido, 30 anos, que vive em Peniche com a cara-metade. Enquanto estudou na ESAD, onde tirou Design Gráfico e Multimédia a partir de 2017, o jovem lisboeta criou um tipo de letra ao qual chamou… Caldense, em homenagem à cidade.
O autor, que terminou a formação em junho de 2020, produziu a fonte na disciplina de Tipografia III, lecionada pelo docente Ricardo Santos. O professor ensina os estudantes não só a desenhar as letras, como a conhecer a história dos tipos de letra, assim como de que forma evoluíram até aos dias de hoje. E foi na sua disciplina que surgiu a proposta que deu origem à Caldense.
“Tínhamos de criar um tipo de letra de raiz, onde era preciso, numa primeira fase, desenhar o abecedário básico, de A a Z, tanto em maiúsculas como em minúsculas”, explicou Tiago Cândido. Numa segunda fase, foi preciso juntar a numeração, a pontuação e dar-lhe um nome. Só assim, o projeto ficava terminado.
Sendo um autodidata e curioso, que gosta de fazer sempre mais, o designer propôs-se a dar continuidade à proposta académica.
Assim, para além dos 50 caracteres que eram necessários para concluir o projeto para a disciplina de Tipografia, decidiu aumentar a Caldense “para 398 caracteres” onde incluiu, por exemplo, caracteres que só são utilizados noutros idiomas como, no alemão ou o checo.

“Aumentei os caracteres do novo tipo de letra e consegui registá-lo no My Fonts, site internacional que os vende para o mundo”

Tiago Cândido

Mas ainda não estava satisfeito. Faltava qualquer coisa… Por isso, e com a ajuda do professor Ricardo Santos, durante o ano de 2019 e início de 2020 adaptou este novo tipo de letra para três estilos (ou pesos): a Regular, Demi-Bold e Bold.
Quando começou a pensar que teria que dar um nome ao seu novo tipo de letra, Tiago Cândido resolveu que a criação gráfica deveria ser “uma homenagem à cidade das Caldas da Rainha, cidade berço desta tipografia”, referiu o autor que assim batizou a fonte.
Cada caracter deste tipo de letra foi criado “sobre uma grelha e construído por módulos, com cantos arredondados e terminações retas”, detalhou o criador. Esta letra é, assim, “aplicável em títulos e em texto corrido, sendo de fácil leitura”, acrescentou.
Estava concluído o processo de criação do tipo de letra que presta homenagem à cidade que acolheu este autor no regresso aos estudos e à especialização na área do design gráfico. Dado o empenho e o desenvolvimento que deu à Caldense, o autor considerou “que esta tinha base suficiente para tentar colocar à venda”. Assim, propôs-se a vender no maior mercado do mundo de tipos de letra da Internet: o site MyFonts .
“Fiz o pedido e, felizmente, passados dois ou três meses foi aprovado”, disse o alfacinha, acrescentando que o tipo de letra de sua autoria ficou oficialmente disponível no site a partir do passado mês de outubro, podendo agora ser adquirido num link daquele site, mundialmente conhecido pelo universo dos designers gráficos.
Tiago Cândido terminou a licenciatura em Design Gráfico e Multimédia no final de junho de 2020 em plena pandemia, mas não se deixa abater. “Felizmente, e mesmo com os danos que a covid-19 trouxe à nossa sociedade, a procura de trabalho após a conclusão do curso não poderia ter melhor desfecho”, contou o designer, que foi contratado em agosto passado por uma empresa do Parque Tecnológico de Óbidos. Assim, há seis meses que o designer pertence à equipa da Share IT e só lamenta que a pandemia ainda não lhe tenha permitido laborar presencialmente com os restantes elementos que constituem a equipa desta empresa da região que o contratou.
Antes da ESAD, Tiago Cândido formou-se na Lisbon School of Design, onde tirou o curso de especialização de Design Gráfico. Terminou a formação em 2016 e ainda nesse ano trabalhou para a Liga Portugal, mais especificamente na final four da Taça da Liga, projeto que o levou a laborar no Porto na decoração de estádios, balneários e até ruas com o material gráfico e de promoção daquele evento desportivo. ■