Pinto da Costa voltou às Caldas para o 15º aniversário dos Dragões do Oeste

0
1033
A Câmara das Caldas e o FC Porto trocaram lembranças - Foto: Joel Ribeiro

O presidente do FC Porto regressou às Caldas da Rainha na passada sexta-feira, 30 de Novembro, para o 15º aniversário dos Dragões do Oeste, cuja sede tinha inaugurado há precisamente 15 anos. A presença da mais alta figura do clube trouxe às Caldas da Rainha muita imprensa nacional e muitos portistas entusiastas. O jantar juntou perto de 400 pessoas.

Eram perto de 19h00 quando Pinto da Costa chegou à cidade termal, para ser recebido nos Paços do Concelho pelo presidente da Câmara, Tinta Ferreira, e receber o primeiro contacto com os portistas do Oeste.
O autarca, que esteve acompanhado por dois vereadores e os dois presidentes de junta da cidade, deu-lhe as boas-vindas à cidade e salientou a dinâmica dos Dragões do Oeste. “São pessoas bem integradas na cidade e com influência”. O município fez uma oferta a Pinto da Costa, o livro Caldas de Bordallo, de Isabel Castanheira, elogiando ao presidente portista “o humor mordaz” que se identifica com o do ceramista.
Pinto da Costa lembrou a sua presença anterior naquele espaço e registou também o “humor refinado dos presidentes de Câmara, sinal de que estão de bem com a vida, o que é bom para eles e para os seus concidadãos”.
O presidente do clube português com mais títulos internacionais de futebol deixou uma mensagem aos dirigentes do núcleo portista nas Caldas que a sua função é “fomentar a união e encorajar os jovens do nosso clube a seguir o rumo dos princípios éticos da vida”.
Dos Paços do Concelho a comitiva seguiu para a nova sede dos Dragões do Oeste na Rua do Funchal, e dali para o restaurante A Lareira, onde esperavam o presidente portista cerca de 400 pessoas.
Numa noite animada, não faltaram os cânticos que demonstram a gratidão dos adeptos portistas ao seu presidente, o que lhe motivou um comentário especial durante o discurso. “Ao fim de 36 anos na presidência consigo sentir-me grato com o que vivi desde que cheguei às Caldas da Rainha, levo todos no coração”. Pinto da Costa mencionou ainda o esforço que a cantora caldense Rebeca fez para poder estar na festa portista nas Caldas, ela que tinha estado naquele dia, justamente, no Porto. Pinto da Costa observou com agrado a presença de muitas crianças entre os portistas e deixou um nota curiosa. “Disseram-me no clube que esta data podia não ser a melhor, porque coincidia com a quinta jornada da Liga dos Campeões e o ambiente podia não ser o melhor, mas tinha a certeza de que estaríamos bem classificados, e que se não estivéssemos os portistas não deixariam de estar presentes”.