Benecar é a maior empresa de uma freguesia que se caracteriza pela diversidade

0
51

A Benedita é uma freguesia sui generis, que marca a diferença por ter uma economia muito forte, como indica o top 10 das maiores empresas. O comércio fatura mais, mas é na indústria que mais pessoas trabalham

Num contexto económico, quando se fala na Benedita o que salta de imediato é a imagem de uma freguesia com uma forte indústria de calçado e marroquinaria, as cutelarias e a indústria pedreira. Contudo, a realidade é que a economia da freguesia tem como uma das principais características ter uma grande variedade de atividades económicas.
Isso fica, de resto, bem patente quando analisamos o perfil das 10 maiores empresas da freguesia. No topo das empresas da Benedita estão uma de comércio de automóveis, uma de fabrico de alimentação para animais de criação, uma pecuária, duas empresas de gestão de supermercados, uma de indústria de calçado, outra de cutelaria, uma pedreira e uma de comércio de máquinas industriais e ainda um fabricante de caixilharia.


Na liderança das 10 maiores empresas está a Benecar – Automóveis SA, uma das mais reputadas empresas a nível nacional no comércio de automóveis.
De acordo com os dados de 2019, esta empresa atingiu um volume de negócios próximo dos 65 milhões de euros, mais do dobro da segunda empresa da lista. A Benecar empregava, em 2019, 139 colaboradores e gerou um resultado líquido positivo de 1,8 milhões de euros.

348 milhões de euros, foi quanto as empresas da freguesia da Benedita geraram em receitas em 2019

40 é o racio do volume de negócios das empresas da Benedita por habitante, equivalente a 164% do PIB per capita nacional

162 milhões de euros. É o volume de negócios das 10 maiores empresas da Benedita, 46,5% do volume total da freguesia

A segunda empresa com maior volume de negócios da freguesia é a Sérgio Martins – Comércio de produtos para a agricultura e pecuária Lda, que apesar do nome indicar comércio, fabrica rações para animais de criação. Esta empresa gerou, em 2019, vendas na ordem dos 24,6 milhões de euros.
O pódio completa-se com a Manuel Querido – produção e comércio de suínos Lda, com um volume de negócios de 20,1 milhões de euros.
Neste top das maiores empresas da Benedita estão ainda a Solancis, a Sodibenedita – Supermercados Lda, que gere o Intermarché da vila, a Icel, a Neomáquina Supermercados, a Hugal, a 2AB e a FVL – Indústria de Caixilharia.
No conjunto, o top 10 gerou receitas de 162,8 milhões de euros em 2019, mais 12 milhões de euros do que no ano anterior, e empregava 878 pessoas. Este grupo foi ainda responsável por exportações no valor de 23,1 milhões de euros, mas apenas seis delas exportaram. A maio exportadora do grupo foi a Solancis (10,6 milhões de euros), seguida da Icel (6,1 milhões de euros). Ambas exportam quase a totalidade da produção.

Indústria gera mais emprego
Na análise por setores, a economia da Benedita tem dois que são dominadores: a indústria é o que emprega maior número de pessoas, por larga margem, mas o comércio apresenta maior volume de negócios e maior número de empresas.
Começando pelo volume de negócios, o comércio da Benedita vale 170,4 milhões de euros e é o principal setor económico. Deste volume, cerca de 7,4% destina-se ao estrangeiro. O comércio da freguesia tem cerca de 150 empresas e emprega perto de 850 pessoas.
A indústria é o segundo setor mais valioso em vendas, mas é o maior empregador, por larga marge, mais de 1500 pessoas, num universo de 103 empresas, o que significa uma média superior a 150 postos de trabalho por empresa. Dentro da indústria, a transformadora é a que tem maior número de empresas. E, dentro desta, 28 são do ramo do calçado e 15 da marroquinaria. No global, a indústria atinge uma faturação próxima dos 109 milhões de euros, menos 61 milhões do que o comércio. No entanto, a indústria tem um cariz mais exportador. Cerca de 40,5% do total da produção segue para os mercados externos, no valor de 44,2 milhões de euros, ou seja, mais de 75% do total da freguesia.
Nenhum dos outros setores se aproxima, quer em volume de negócios, quer em emprego, mas isso não significa, como observamos no top 10 das maiores empresas, que não haja empresas com dimensão.
A economia da Benedita valeu, em 2019, quase 350 milhões de euros, o que significa um PIB per capita de 40,5 mil euros por habitante. O PIB per capita de Portugal, no mesmo ano, foi de 24,6 mil euros. ■