Psicoterapia individual

0
45

Carla Abranches
psicóloga clínica -psicoterapeuta

A psicoterapia individual é um espaço e uma oportunidade para reorganizar temas de vida que geram sofrimento, resolver conflitos, gerar mudanças, adquirir ferramentas e recursos emocionais, libertar pesos e crescer emocionalmente. A Intervenção decorre num contexto introspectivo e empático, onde várias técnicas de se pensar e sentir são utilizadas para levar o indivíduo a reorganizar padrões de modo a potenciar o seu bem-estar e acrescentar sentir e sentidos construtivos.
Quem deve procurar uma psicoterapia individual? Os indivíduos que estejam a viver situações de mau estar que se podem traduzir em sintomas clínicos diversos – ansiosos, depressivos, fóbicos, obsessivos… – ou numa angústia existencial e desconforto significativos na relação consigo, com os outros, com a vida.
“Precisamos de bons seres humanos para criar uma sociedade melhor”. Quando deixamos de estar presos a feridas que nos limitam, quando evoluímos em direção à nossa essência e à melhor perceção do nosso potencial; estamos a melhorar a nossa vida, e à nossa micro escala, a criar um mundo melhor. A dor faz também parte do processo vital! Mas os lugares de sofrimento, ansiedade, tristeza e angústia continuados… não são, de todo, um lugar favorável à nossa saúde psíquica e física, nem tão pouco à nossa qualidade de vida! A possibilidade de desmontar estes padrões, descobrir novos recursos internos, permite-nos uma possibilidade de vida muito mais construtiva, geradora de bem-estar e de sentidos. Procure auxílio para reconstruir temas de vida que lhe causam sofrimento e descubra novos recursos, capazes de potenciar melhor a gratidão à vida!
Um trabalho numa perspetiva integrada de várias perspetivas teóricas das psicoterapias, permite recorrer a diferentes técnicas consoante as necessidades. Entre a panóplia de técnicas com intenso potencial transformador, destacam-se aquelas que recorrem a estados alterados de consciência, regressões, imaginação ativa … e que em tudo potenciam os processo de transformação e maior conxão do individuo com o seu potencial.
O sofrimento recorrente não é um estado normal, e nestas coisas, o pior , é não pedir ajuda! .■