PS traz ministra e tenta animar as hostes nas Caldas

0
404

Foi na condição de dirigente nacional do PS que a ministra da Agricultura se juntou à campanha socialista nas Caldas, no passado sábado. E a presença de Maria do Céu Antunes no apoio à candidatura de Luís Patacho foi, como esclareceu o cabeça de lista à Câmara, “um sublinhado” para a falta de atenção dedicadas ao mundo rural pelo PSD.

“O que vamos sentindo das pessoas é uma ideia comum de que já chega. São muitos anos do mesmo. Somos a alternativa”

Luís Patacho

“O concelho das Caldas tem a cidade de maior dimensão do Ribatejo e Oeste, mas tem uma forte dimensão rural. Apesar disso, a maioria PSD na Câmara tem ignorado esta dimensão e a prova disso é que os sucessivos planos de atividades não têm qualquer menção à agricultura”, lamentou o socialista, recordando que já em 2017 tinha dedicado “atenção” ao setor, levando “outras candidaturas a falar do mundo rural”.
Após a visita à Frutalvor, a ministra valorizou o setor agrícola das Caldas e, em particular, de uma empresa que “tem feito um trabalho muito importante de organização de produtores e que está pronta para continuar a fazer investimentos e a dinamizar um recurso endógeno desta região ao serviço da região e do país”. “Precisamos todos de valorizar o comércio de proximidade e o consumo de produtos de época e isso é responsabilidade de todos”, sublinhou Maria do Céu Antunes, para quem as autarquias têm “hoje em dia, até por reflexo da delegação de competências, um paradigma que vai além das infraestruturas” e devem olhar “e promover” as chamadas cadeias curtas de distribuição.
Com a campanha eleitoral a chegar ao fim, os socialistas evidenciam um “sentimento de grande adesão da população”. “O que vamos sentindo das pessoas é uma ideia comum de que já chega. São muitos anos do mesmo. É preciso dar oportunidade a outra força política. Somos a alternativa a este PSD que está em fim de ciclo”, assegura Luís Miguel Patacho, que recusa falar em coligações pós-eleitorais. “Para já, só estamos focados em obter o melhor resultado. E o nosso melhor resultado é ganhar a Câmara”, disparou o recandidato do PS nas Caldas, que ontem tinha mais um “reforço”: Pedro Nuno Santos. ■