Centro Social e Paroquial da Benedita celebrou 75º aniversário

0
52
O CSP conta com creche, pré-escolar, ATL e o Clube Juvenil

Instituição fundada em 1946 tem o principal foco na formação de crianças e jovens, mas com a pandemia a resposta social tem sofrido um aumento da procura na distribuição de alimentos

A 13 de abril de 1946 chegaram à Benedita as Irmãs Servas de Nossa Senhora de Fátima, acompanhadas da Superiora-geral da Congregação, Madre Luíza Andaluz. O pároco Susano havia pedido auxílio para dinamizar o Centro Social Paroquial e dar resposta à pobreza e à inexistência de formação.
A instituição foi fundada para ajudar as crianças e jovens da Benedita, criando uma cantina recreatória, onde eram servidas refeições e fornecido o apoio escolar. Segundo a diretora-técnica Carla Lucas, também em termos de formação já naquela época se implementou uma escola de sapateiros, um projeto que não terá durado muito tempo.

Setenta e cinco anos depois, a formação dos jovens continua a ser o grande foco da instituição. Atualmente, o Centro Social e Paroquial da Benedita conta com cerca de 100 crianças na creche, 110 crianças no Pré-escolar, 56 nas Atividades de Tempos Livres (mas tem capacidade para 80) e 16 jovens no Clube Juvenil. No total são 282 crianças e jovens.
Esta sempre foi uma instituição que procurou ir de encontro às necessidades da comunidade, o que a obriga a constantes adaptações. Por exemplo, quando arrancou, o Centro Social e Paroquial tinha também uma valência ligada à saúde, por exemplo, com a administração de vacinas, algo que não acontece hoje. Mais recentemente, teve a valência de formação de adultos. “Consoante as necessidades vamos abrindo novas valências”, explicou a diretora técnica.

Pandemia tem levado a um aumento da procura por auxílio na área social

Com a pandemia e os consequentes impactos económicos e sociais, a resposta social da instituição tem registado um grande aumento da procura. Nessa área, o centro foca-se especialmente na distribuição de alimentos. Através do Banco Alimentar apoia já um total de 73 agregados familiares, que correspondem a 162 pessoas. Através do Fundo Europeu de Auxílio aos Carenciados apoia mais 42 famílias, ou seja, mais 106 pessoas.
Em termos de espaço físico, recentemente foi requalificado o recreio e atualmente há planos para requalificar o recreio da creche. Para o futuro está também prevista uma aposta nas energias renováveis com a colocação de painéis solares.
No aniversário da instituição, a 13 de abril, foi dado o nome da fundadora, Madre Luíza Andaluz à rotunda da Avenida da Igreja, no centro da vila. No local foi colocada uma placa de homenagem. “A instituição são as pessoas, tanto o pároco e as irmãs, como os colaboradores, alguns que estão aqui há quarenta anos e muitos que quando eram mais novos foram utentes da instituição e hoje são colaboradores”, salientou Carla Lucas, elogiando o espírito de comunidade entre a cerca de meia centena de funcionários da casa. ■