Está preocupado com a falta de combustível por causa da greve dos motoristas?

0
691
Rodrigo Frazão, militar (Caldas da Rainha)

Sim, estou um pouco preocupado com esta situação. Por um lado acho que eles estão a reivindicar os seus direitos e é por isso que estão a fazer a greve. Mas vão prejudicar um pouco o dia a dia.
O mais importante é não entrar em pânico e não ir abastecer todos ao mesmo tempo.
Da última vez que os motoristas fizeram greve, eu não consegui voltar de Lisboa para as Caldas porque tinha o carro na reserva.

Susana Pimentel, empregada de balcão (Vale de Maceira)

Acho que os motoristas têm o direito de reivindicar apesar de sua greve acabar por prejudicar um pouco o quotidiano. Como eu preciso do carro para poder vir trabalhar para as Caldas, até já fui abastecer.
Estou um pouco preocupada pois sendo a greve a meio de Agosto poderá trazer alguns problemas nas áreas da saúde, do abastecimento alimentar ou da segurança. Concordo com a imposição dos serviços mínimos.

Paulo Marcelino, auxiliar de acção directa (Caldas da Rainha)

Estou preocupado e acho que a greve vai avançar e preocupo-me sobretudo com as faltas que poderá causar nas áreas da saúde e da alimentação. Também pode ser uma questão de marketing para aumento das vendas nas bombas de gasolina. Se toda a gente for abastecer, vão aumentar as vendas. Até há pouco diziam que iam continuar a negociar. Acho bem que o Governo tenha imposto os serviços mínimos para assegurar alguma normalidade.