Impulse Gaming quer tornar-se a maior comunidade de gaming do país

0
238
João Rodrigues e André Perdiz, fundadores da Impulse Gaming, Ricardo Duque, presidente do Espaço Ó, e Francisco Morais, responsável pelo jogo Rocket League

Projeto visa aumentar e dar a conhecer a comunidade de jogadores de videojogos e dinamizar atividades

O gosto pelos videojogos levou o fozense André Perdiz, de 27 anos, e o obidense João Rodrigues, de 26, a criarem a Impulse Gaming, uma comunidade online que conta já com mais de 500 elementos, a sua maioria portugueses, residentes em diversos países. O objetivo é que esta possa crescer e tornar-se a “maior organização de gaming a nível nacional”, explica André Perdiz à Gazeta das Caldas.
Os jovens possuem uma plataforma online (Discord), onde se juntam para jogar os mais diversos tipos de jogos, desde ação, futebol, carros e futebol, simulação, entre outros. “Há pessoas que têm menos capacidade de reagir com os outros fisicamente e sentem-se mais confortáveis atrás de um ecrã”, conta o empreendedor, acrescentando que, para além de fomentar amizades, também se potenciam algumas competências.
A ideia surgiu da necessidade de terem outros jogadores quando queriam jogar e pensaram organizar torneios e jogar a um nível mais competitivo. Neste momento a Impulse Gaming conta com 40 elementos, que se dividem entre os colaboradores, os jogadores e os criadores de conteúdo, que, além de jogar, mostram como se joga, com transmissões em direto através de uma plataforma.
Atualmente estão a organizar a liga portuguesa de Rocket League, “onde se encontram os melhores jogadores”, conta André Perdiz. Mas também já dinamizaram um campeonato nacional de escolas, envolvendo 16 estabelecimentos de ensino secundário, e alguns torneios.

“O nosso objetivo é trazer atividades para a nossa comunidade, chegar ao maior número de pessoas, de diversas gerações, e que estas se divirtam”

André Perdiz,
co-fundador do projeto

“O nosso objetivo é trazer atividades para a nossa comunidade, chegar ao maior número de pessoas e que estas se divirtam”, resume o programador informático.
O Impulse Gaming é o mais novo projeto a ser desenvolvido no Espaço Ó. De acordo com o presidente da associação, Ricardo Duque, já há algum tempo que pretendem apostar nesta área, até para a desmistificar.
“Fala-se muito em isolamento, mas há pessoas que até se desinibem muito mais a partir de um videojogo, através de uma comunidade de gaming, porque falam a mesma linguagem”, explica, acrescentando que procuram também chegar a uma comunidade que está em crescimento e que deve ser apoiada. Estão agora a trabalhar em conjunto para federar a Impulse Gaming, permitindo-lhes outras ferramentas e oportunidades, além da credibilidade enquanto grupo, assim como aumentar a sua comunidade. Para além disso, estão a planear a criação, após a pandemia, de um grande evento de gaming em Óbidos. ■