Obras no muro da Mata já foram concluídas

0
70

A requalificação do muro da Mata Rainha D. Leonor, na Rua Maria Ernestina Pereira, entre o cruzamento da Rua Diário de Notícias e o campo de futebol da Quinta da Boneca, já está concluída. A intervenção, numa extensão de 400 metros, consistiu na construção de um novo muro de blocos de pedra sobreposta, colocação de novo gradeamento, reperfilamento e repavimento da estrada, mas também a criação de uma nova bordadura vegetal, com arbustos e herbáceas autóctones, no interior da Mata, junto ao gradeamento.
De acordo com a União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório, responsável pela obra (com o apoio do município), foi necessário suprimir cerca de uma dezena de árvores e diversos arbustos, nomeadamente loureiros e pitósporo-ondulado (espécie invasora), na linha do antigo muro, que compensou com novas plantações na linha do novo muro e nos espaços livres da Mata. “A maioria das espécies desta bordadura viva já existem na Mata, mas é sempre importante promover o seu aumento e a biodiversidade”, refere a junta de freguesia, acrescentando que as plantações foram feitas em dois momentos. Um primeiro, mais restrito e simbólico, contou com a participação de crianças da Associação Juvenil Biogleba, no âmbito do projecto local “Hello Nature” e numa atividade que esteve integrada na comemoração do Ecology Day. Depois, em colaboração com o Centro de Educação Especial Rainha Dona Leonor, foram plantadas diversas árvores e centenas de arbustos. No total foram plantados 570 arbustos e cerca de 60 árvores, entre elas sobreiros, abrunheiro-dos-jardins, freixo e cipreste português.
Esta requalificação teve início em finais de abril e, em alguns casos, levou ao corte do muro para evitar o seu desabamento. ■