Afinal, o que é a tiroide?

0
32

Rita Rodrigues Moreira
médica

Ouvimos muitas pessoas dizer “Eu tenho tiroide”, mas não tenha dúvidas, todos nós temos uma! Pelo menos, se não fomos operados.
De facto, a tiroide é um órgão – mais especificamente uma glândula porque produz hormonas – que se localiza na base do pescoço, imediatamente abaixo da “maçã de Adão”.
A sua função é produzir e libertar para a circulação sanguínea duas hormonas, a triiodotironina (T3) e a tiroxina (T4), essenciais para a normal atividade do organismo. Estas hormonas regulam temperatura corporal, frequência cardíaca, pressão arterial, trânsito intestinal, peso, estados de humor, entre outros.
Quando há um excesso ou défice de produção destas hormonas estamos perante um hipertiroidismo ou hipotiroidismo, respetivamente, podendo surgir sintomas indesejados.
Havendo confirmação analítica de um diagnóstico de hiper ou hipotiroidismo, o tratamento passa por medicação que controle o funcionamento desta produção hormonal.
As doenças da tiroide podem ser silenciosas mas são muito comuns, afetando cerca de 1 em cada 10 portugueses. A doença nodular da tiroide é uma das mais frequentes, sendo mais prevalente no género feminino. A maior parte das vezes, estes nódulos não têm sintomas associados, no entanto, pode haver dificuldade em engolir ou dificuldade em respirar quando os nódulos são maiores.
Quando há suspeita de nódulos na tiroide, pode ser necessário realizar uma ecografia, para confirmar se estes estão presentes. Posteriormente, pode ser preciso realizar-se uma biópsia para assegurar o diagnóstico e definir o tratamento adequado.
Se os nódulos forem malignos ou muito grandes pode ser necessário uma cirurgia; caso contrário, estes só precisam de ser vigiados. ■