CHO cria laboratório de biologia molecular nas Caldas

0
223
O CHO não tinha infraestruturas adequadas ao diagnóstico do SARS-CoV-2 (COVID-19)

Obra, avaliada em cerca de 180 mil euros, permitirá identificação mais rápida de casos de covid e criará novas respostas

Foi recentemente concluída a instalação do Laboratório de Biologia Molecular do Serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar do Oeste, no Hospital das Caldas. Trata-se de uma obra avaliada em cerca de 180 mil euros. O CHO “não possuía infraestruturas adequadas nem direcionadas ao diagnóstico do SARS-CoV-2 (COVID-19), encontrando-se inicialmente muito dependente da capacidade de resposta de prestadores externos para fornecer resultados dos testes referidos”, explicou o Conselho de Administração. “Foi, portanto, necessário dotar o Serviço de Patologia Clínica de capacidade laboratorial que garantisse um tempo de resposta mais consentâneo com as necessidades de organização interna hospitalar, e em particular, dos fluxos dos doentes COVID e não-COVID”, acrescentam. A obra resulta de uma candidatura ao Programa de Financiamento Centralizado do Plano de Expansão da Capacidade Laboratorial do SNS para diagnóstico de SARS-CoV-2, coordenado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. A criação do laboratório implicou a realização de obras de expansão da capacidade laboratorial, bem como a aquisição de equipamentos. O laboratório permitirá “a identificação mais rápida de casos e de surtos da doença COVID-19, o que irá agilizar a prestação de cuidados de saúde aos doentes”. refere o CHO notando ainda que se trata “de um investimento muito relevante em fase pandémica, mas que manterá a utilidade após”. ■