Ambulâncias do INEM com monitores de sinais vitais

0
209
Reforço de meios tem efeitos práticos desde a passada segunda-feira

Investimento superior a 600 mil euros permite realização de eletrocardiogramas

As Ambulâncias de Emergência Médica (AEM) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) passam a estar equipadas, desde a passada segunda-feira, com um monitor de sinais vitais, que permite a realização de eletrocardiogramas.
Em comunicado, o INEM anuncia que aquele reforço foi possível após um investimento superior a 600 mil euros. Com este equipamento, os Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar do INEM ficam habilitados a aplicar uma das competências adquiridas com a Carreira Especial de TEPH, o Protocolo de Dor Torácica.
A disponibilização destes monitores nas 56 AEM do Instituto vai traduzir-se numa melhoria da prestação de cuidados de saúde a quem deles necessita, designadamente a doentes com sinais e sintomas de patologia cardíaca. De notar que, anualmente, são enviados meios de emergência para mais de 17 mil casos de dor torácica.
Os monitores permitem a realização de eletrocardiogramas de 12 derivações, para além de outras funcionalidades essenciais para a prestação de socorro, como a desfibrilhação automática externa (DAE). Através da aplicação do Protocolo de Dor Torácica, as equipas das AEM no terreno, constituídas por TEPH, terão a possibilidade de realizar este exame e enviar os resultados para os Médicos Reguladores presentes nos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM.
A atuação dos TEPH no terreno é realizada de acordo com Protocolos Médicos de Atuação, cuja aplicação depende da validação do Médico Regulador do CODU. ■